Sérgio Pires 23/08/2016

FALTA MUITO POUCO PARA O TEATRO FECHAR SUAS CORTINAS

Começa nessa quinta o penúltimo ato de um texto de teatro que a democracia é obrigada a seguir, quando quer se livrar de incompetentes a quem ela mesmo ajudou a colocar no poder. No Senado Federal, entra na reta final o processo de impeachment da quase  ex Presidente Dilma Rousseff, ela mesmo, aquela  que foi empurrada  goela abaixo do país; aquela que praticamente estraçalhou a economia nacional. Com todo o seu partido, o PT e muitos aliados (alguns deles que agora, espertamente, a abandonaram), tratou de separar a Nação em grupos, cores, ideologias, sexo, religiões. Incentivou que parte da população ficasse contra a outra. Dividiu para governar. Só não foi em frente porque seu projeto era apodrecido na essência, na teoria e na prática. Deixou as estatais entregues ao que de pior a política fez crescer como em poucos países do mundo: o câncer da corrupção. Foi destroçando, um a um, os planos feitos para que continuássemos a crescer, Quando levou não um pontapé no traseiro, que isso não se faz com uma dama, mas um chega pra lá da grande maioria dos brasileiros, saiu de fininho, deixando atrás de si uma economia estraçalhada e mais de 12 milhões de desempregados.

Se Dilma praticou algum crime que merecesse a cassação? Claro que praticou. Inúmeros deles. Provavelmente não praticou aquele pela qual será cassada, até porque, no final, é tão desorientada e incompetente, que provavelmente nem sabe o que aconteceu e nem a essência do que a acusam. Mas ao priorizar os interesses partidários aos da Nação; ao abrigar, sob suas asas, uma geração inteira de “cumpanheiros” e aliados que se esbaldaram na corrupção; ao mentir desbragadamente que tinha condições de governar o país; ao permitir que nossa estrutura econômica fosse corroída até os ossos; ao ser demagoga e incompetente; ao desrespeitar o povo brasileiro e principalmente a metade dele, que a elegeu, Dilma merece sim a cassação. Já vai tarde. E que nem ela e nem um dos seus voltem tão cedo ao poder. Vade retro!

 

 

 

 

 

RAIVA E HIPOCRISIA

Pobre do jogador Neymar! Além de toda a responsabilidade que lhe é imposta, por ser o único grande craque fora de série, que sobrevive no futebol brasileiro, ainda tem que aguentar recalques, agressões verbais, ofensas, hipocrisia pura, vindas de gente que se acha no direito de determinar como ele deve ou não agir, fora de campo. Há cidadãos e cidadãs desse país que vivem da raiva, do ódio, da fúria, que se voltam contra os ídolos que não são “queridinhos” e que têm que suportar todas as agressões, porque são ricos, como se a riqueza deles não tivesse sido conquistada com talento, competência, dedicação, renúncia. Neymar é mais uma vítima de uma sociedade hipócrita, que exige dos outros o que não pratica na sua vida. Muitos que querem que ele seja “humilde e queridinho!”, já demonstram exatamente quem são, apenas pelas agressões que a ele dirigem. Viva Neymar, nosso único craque!

 

DERROTA DA SOCIEDADE

O fim da rebelião no presídio de Ariquemes representou mais uma vitória dos detentos e mais uma derrota da sociedade. Não há culpa alguma do Governo do Estado ter que atender às reivindicações, conseguidas não em negociações corretas, mas na base da ameaça, da tortura a alguns presos, da bestialização de quem já foi colocado à margem da sociedade exatamente por ter cometido atos desumanos. A culpa de que os presos geralmente saiam ganhando em rebeliões e motins (nesse de Ariquemes, felizmente, não teve mortos nem feridos), é da legislação, que protege o crime e o criminoso, amarrando as mãos das autoridades, que só podem agir em último caso e, ainda assim, correndo o risco de ser considerada ela, autoridade, a criminosa. Por isso, eventos como esse se repetirão em dezenas de presídios do Brasil, dominado pelos condenados, que, lá de dentro, comandam o crime aqui fora e ainda usam centrais telefônicas para dar suas ordens terríveis. No Congresso, a mudança das leis contra o crime é assunto proibido!

 

AMPLIANDO O AGRONEGÓCIO

A abertura da PortoAgro hoje, em Porto Velho, no Parque dos Tanques, será um evento dos mais importantes para o agronegócio da Capital, seus distritos e a região. Produtores serão buscados e trazidos por ônibus especialmente contratados pela coordenação da feira e poderão realizar seus negócios por aqui, com brevidade e sem necessidade de enfrenta a burocracia, já que muitos deles já fizeram seus cadastros bancários antecipadamente. Mais de 250 milhões de reais em financiamentos para máquinas e equipamentos estarão disponíveis nos bancos parceiros, que estarão dentro da feira. Outros 20 milhões de reais deverão ser feitos em negócios à vista. Porto Velho hoje é a capital do norte com maior crescimento e melhores índices do agronegócio. A PortoAgro vai ajudar a ampliar ainda mais essa liderança.

 

REGINALDO E OS ÍNDIOS

Uma péssima notícia para os índios Cinta Larga, que têm sido constantemente envolvidos em uma série de confrontos, porque vivem na Reserva Roosevelt, recheada de diamantes e alvo da cobiça generalizada dos brancos. O procurador do MPF, Reginaldo Trindade, que há quase uma década e meia defende os indígenas, está sendo afastado da função. Ela passará para o MPF de Vilhena, área mais próximo da Reserva do que Porto Velho. A decisão já foi tomada internamente, mas Reginaldo recorreu da decisão, alegando que o trabalho que realiza há tantos anos pode ser interrompido, com graves prejuízos aos indígenas, a quem ele tem defendido com unhas e dentes. O procurador se transformou em notícia nacional, há alguns anos, que anunciou que teria sido sequestrado pelos  Cinta Larga. Posteriormente, foi noticiado que ele ficou na aldeia por sua própria vontade.

 

CENAS QUE ENTRISTECEM

Cena assistida por muitos porto velhenses, assustados com a falta de segurança na Capital: um pequeno comboio de três viaturas, sirenes a toda, andava pelo trânsito da avenida Migrantes em direção ao centro, na manhã da terça-feira. Na frente, uma viatura da PM, daquelas quase zerada. No meio, uma Van de transporte de presos. Atrás, outra viatura zerada da PM. Enquanto os cidadãos de bem torcem para ver carros e homens da polícia vigiando as ruas abandonadas, toda essa estrutura é gasta, todos os dias e por vezes, várias vezes num só dia, para cuidar de presos que saem para depor no Fórum e até para atendimento médico. Ora, quando vamos ter vídeo conferências para que os detentos não saem da cadeia para depor e quando vamos ter atendimento médico decente dentro dos presídios? Pelo jeito, nunca!

 

PERGUNTINHA

Do jeito que as coisas estão indo, depois de uma cheia histórica uma seca que não se via há décadas, será que conseguiremos atravessar o rio Madeira a pé?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Banner de Divulgação 1

Sérgio Pires 22/08/2016

ERA LEITURA OBRIGATÓRIA. AGORA, PROCURA CABELO EM OVO!

A Veja, por décadas, foi um referencial na imprensa brasileira e mundial. Lemos em suas páginas, todas as semanas, as podridões dos governos que se sucederam. Os presidentes, desde o regime militar (época em que a revista surgiu), sempre sofreram nas mãos dela. Muitos dos seus jornalistas foram perseguidos. Depois da abertura, Veja se tornou leitura obrigatória, para quem quisesse saber o que estava acontecendo nos porões do poder e no seu entorno. Ela foi vital na queda de Fernando Collor de Mello; pressionou Itamar Franco; foi uma pedra no sapato de FHC.  Veja saudou a chegada do primeiro mandato de Lula, como o ápice da volta da democracia ao país. Daí em diante, a cada denúncia da revista (e o PT a tinha usado como exemplo do jornalismo decente neste país), mais o governo se revoltava com a Veja. Denúncias só contra os outros!  A guerra se tornou dura, duríssima, sem trégua. O PT saiu perdendo, mas não para a Veja e sim para o povo brasileiro, porque a revista, que já foi a maior referência da imprensa nacional, tomou posições que, agora, mancham sua história e sua reputação.

Há vários exemplos disso, mas um dos piores está estampado na edição dessa semana, onde ela acha cabelo em ovo, tentando enrolar o ministro do Supremo, Dias Tóffoli, com ilações até infantis, num projeto de delação premiada do empreiteiro da OAS, Léo Pinheiro. Toffoli tem ojeriza de parte da opinião pública, por ser petista, cria do petismo e indicação do PT para o STF. Se isso é uma culpa, ele a tem. Mas daí A dizer que o ministro cometeu algum crime, apenas por ter conversado com um empresário e pedido apoio para resolver problemas na sua casa, um serviço que foi feito e que ele pagou cada centavo, aí é demais! Veja exagerou. Deveria ter a grandeza de pedir desculpas aos seus leitores e ao ministro. Não vai fazê-lo, mas na medida em que continuar perdendo o respeito que levou décadas para conquistar, certamente se arrependerá. Poderá ser, então, tarde demais!

 

 

 

 

 

 

AINDA ESTÁ GELADA

O que fazer para esquentar a campanha política, tanto em Rondônia como no país? Com exceções, é claro, na grande maioria das cidades a população está alheia à mais importante disputa, aquela que vai influenciar diretamente sua vida e que decidirá o futuro da sua rua, do seu bairro, da sua comunidade. Em Porto Velho, mesmo com sete candidatos correndo atrás do eleitor desde o início do mês, parece que não há campanha. As mobilizações têm sido apenas partidárias, via militância, mas a participação do povo é pífia. No dia 26, sexta, começa a campanha eleitoral no rádio e TV. Pode ser que então as coisas esquentem um pouco. Porque até agora, está pouco mais que gelada.

 

PAPO PROFUNDO

O governo do Estado atendeu as reivindicações dos presos, que se amotinaram no presídio de Ariquemes e o movimento foi encerrado. Mais uma vez, os criminosos venceram. Dentro das cadeias, mandam eles e ponto final, aqui e em todo o país. Duas cenas merecem destaque, em mais um evento desse tipo, que ocorre normalmente nas cadeias Brasil afora. Uma delas foi um vídeo, que mostra presos rebelados torturando um companheiro de cela, para mostrar a violência a que estavam dispostos. Outra, foi uma foto, que circula nas redes sociais, de um inusitado e longo bate papo entre a representante da Comissão dos Direitos Humanos com o advogado do PCC. O que será que a dupla teria a debater, durante uma rebelião num presídio? Perguntar não ofende, é claro!

 

SÓ UM LADO

O que se estranha é que nunca se viu essa senhora ou qualquer outra pessoa que represente os direitos humanos, junto à famílias de vítimas dos crimes brutais que ocorrem no Estado. Não há foto dela, pelo menos, numa ação como essa. Nem dela e nem de nenhum outro membro da tal Comissão, que, infelizmente, parece existir apenas para tratar dos direitos humanos dos bandidos. É uma coisa lamentável, que diminui, perante a opinião pública, a importante função de defesa dos direitos de quem quer que seja. Ora, se os criminosos têm direitos humanos, porque não os teria as suas vítimas? Tomara que, no futuro, os membros desse grupo tão importante reflitam sobre isso e mudem suas estratégias.

 

COMEÇA A PORTOAGRO

O potencial do agronegócio da região da Capital e áreas vizinhas, poderá ser visto na segunda edição da Portoagro, que começa nessa quarta e vai até o domingo, no Parque dos Tanques. Dezenas de empresas vão participar do evento, que terá também 250 milhões de reais disponíveis para financiamentos na compra de equipamentos e implementos, além de uma previsão de 20 milhões de reais em negócios diretos. Há, ainda, a perspectivas de uma visitação acima das 60 mil pessoas, com entrada gratuita. Porto Velho tem hoje o maior rebanho bovino do Estado e seu agronegócio é o melhor sucedido entre todas as Capitais da região norte. Portanto, a Portoagro tende a ser grande sucesso, novamente.

 

DEVEMOS COMEMORAR

Depois da Olimpíada, podemos até começar a levantar a sujeirada, o superfaturamento, a roubalheira. Mas, antes, temos que tirar o chapéu pelo que fizemos, ao recepcionar milhares de atletas, além dos 25 mil jornalistas internacionais e promover um evento mundial quase perfeito. Claro que houve exceções e más notícias, como o assassinato de um policial da Força Nacional, mas no geral, fomos muito bem. As cerimônias de abertura e encerramento foram espetáculos elogiados pelo mundo. Devemos nos orgulhar. Sem esquecer as mazelas, ao menos devemos comemorar o que fizemos de bom. E foi bom mesmo.

 

GARIMPO NA ALE

Previsão de Assembleia lotada nessa terça. É que estará em debate questões relacionadas com possíveis mudanças na legislação que proíbe o garimpo de ouro no rio Madeira, na área urbana da Capital. Os garimpeiros vão fazer grande pressão e até poderão conquistar algum avanço. Mas é sempre bom lembrar que a questão de riquezas minerais, como o garimpo, é gerida por leis da União e as do Estado apenas as complementam. É um problema grave, que por enquanto não tem solução à vista. Contudo, o debate do assunto é importante e, mais uma vez, o parlamento rondoniense serve de tambor para uma discussão sobre tema que interessa a todos. Quem puder, que vá assistir a sessão e participar dos debates.   

 

PERGUNTINHA

Depois da Olimpíada e da cassação de Dona Dilma, estará na hora de começar a reconstruir a economia do nosso país, destruída por incompetentes e ladrões?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Banner de Divulgação 2

Sérgio Pires 21/08/2016

FOI MAL! QUEM ESCULHAMBOU NOSSA OLIMPÍADA, QUE SE DESCULPE!

Vamos dar o braço a torcer! Não é justo que, depois de tantas críticas, previsões sombrias, piadas e gozações acerca do que quanto seríamos motivo de risos  mundo afora, a gente não tenha que reconhecer que sim, nossa Olimpíada foi um grande sucesso. Mesmo com toda a imprensa nacional torcendo contra – menos a sempre ufanista Rede Globo, com seus narradores que vibram até em jogadas de lateral – e com grande parte da mídia mundial esperando uma catástrofe, na verdade nossa Olimpíada foi excelente, acima das melhores expectativas. Começou com a abertura, um espetáculo com custo 90 por cento menor do que a anterior, em Londres e que, do Rio de Janeiro, encantou o mundo. Depois, passou pela segurança. Quem acreditava que nadadores americanos teriam que inventar um assalto, para poderem justificar as porcarias que fizeram? As ocorrências policiais foram pífias, diante da grandeza do evento, que reuniu mais de um milhão e meio de visitantes ao já superlotado Rio. Mais: na grande maioria dos casos, o esporte de qualidade prevaleceu. Até os atletas brasileiros, de quem se esperava menos, fizeram sua parte. Ainda estamos longe dos primeiros do mundo em múltiplas categorias esportivas, mas já estamos bem na frente de dezenas de países.

Cadê o zika vírus? O temor, espalhado pelo mundo, de que quem viesse ao Rio estaria correndo o risco de contaminação pelo mosquito, foi apenas uma piada de mau gosto. Até esse sábado, não havia sido registrado um só caso de contágio. A mídia teve que usar uma lupa para achar defeitos. Um cano do banheiro de um apartamento na vila olímpica; dois atletas que atacaram camareiras; as besteiras ditas pelo prefeito do Rio; uma ou outra ocorrência policial. O único caso grave foi do policial do Amapá, da Força Nacional, morto por traficantes. Afora isso, nossa Olimpíada foi um sucesso dentro e fora dos estádios. Todos os que acharam que seriam um fiasco, têm que fazar o “mea culpa” e aceitar o engano. Incluindo esse colunista!

 

 

 

DEMONSTRAÇÃO DE FORÇA

O lançamento da candidatura de Williames Pimentel à Prefeitura da Capital, neste sábado, foi um evento de demonstração de força do PMDB e sua turma. Confúcio Moura, Maurão de Carvalho, Valdir Raupp e Marinha Raupp, entre tantos outros, se uniram para dar ao nome peemedebista o apoio público. O encontro, numa casa de shows da Capital, ficou completamente lotada pela militância. Foi um passo importante para uma candidatura em que o partido está apostando todas as suas fichas. Com baixa rejeição, Pimentel tem ainda muito a crescer, embora a campanha curta. Ele vai depender muito do seu partido, para conseguir chegar ao segundo turno. Por enquanto, o partido está dando a resposta à altura. Falta agora se acertar com o eleitorado.

 

SLOW MOTION

A campanha ainda está em câmera lenta, aquele efeito slow motion. Pimentel começou com boa movimentação. Léo Moraes fez caminhada pela zona sul. O tucano Hildon Chaves tem usado muito as redes sociais e corpo a corpo, levando suas mensagens. Mauro Nazif, como prefeito, está na mídia todos os dias, mas a campanha ainda não saiu com força, nas ruas. Ribamar Araújo lança seu programa e sua campanha no Clube Ipiranga, no centro, essa semana. Roberto Sobrinho usou as redes sociais para divulgar uma carta aberta, dizendo-se perseguido e negando qualquer ilegalidade em seu governo. O Ministério Público Eleitoral pediu a cassação do registro da sua candidatura. Pimenta de Rondônia, do PSOL, ainda não apareceu na campanha. No geral, está tudo frio, ainda...

 

O EXEMPLO DO ACRE

No Acre, a bandidagem tentou tomar conta de tudo e aterrorizar a população, mas se deu mal. No presídio, de onde saíram as ordens para incendiar veículos e bens públicos, alguns criminosos tentaram impedir que a polícia revistasse as celas. Os facínoras, imaginando que estavam no comando de tudo, atacaram as autoridades de segurança com água fervendo, paus, facas e pedras. Levaram balas de borracha e foram surpreendidos com a reação dos policiais atacados, porque os presos imaginaram que, defendidos pelos direitos humanos dos criminosos, poderiam fazer o que quisessem. Tomara que essa reação das autoridades continue sendo dura, firme e dentro da lei, é claro. Mas deixar preso continuar comandando o crime nas ruas, certamente os acrianos ensinaram o Brasil como não permitir.

 

LAVANDO AS MÃOS

Vai começar tudo de novo. Durante meses, quando caminhões carregados de cargas perigosas estacionavam perto do rio Madeira, numa área de risco, nenhuma autoridade deu bola. Porque, claro, prevenir não é problema dela. Depois que houve o grave acidente, que jogou uma dezena desses pesos pesados quase dentro do rio, aí começou a via sacra de diversos órgãos, cada um dando seu pitaco, cada um exigindo uma solução, mas  com um posicionamento sempre comum nesses casos:  todos lavando as mãos pelo que ocorreu, é claro. A  última foi a equipe do Ministério do Trabalho, proibindo a retirada dos caminhões jogados lá embaixo, sob o argumento de risco aos trabalhadores”. Seria cômico, não fosse trágico.

 

PALPITEIROS DEMAIS

 Logicamente que durante todo o período em que todos os caminhoneiros e os que sempre trabalham naquela área lá atuaram, antes do acidente, nunca apareceu ninguém por lá para mandar que eles saíssem. Pelo contrário. Havia até um documento da Prefeitura autorizando o uso do local, como se não houvesse risco algum. É brincadeira. Agora, MP, Tribunal de Contas, Bispado, alienígenas, ONGs, órgãos ambientais e outros, cada um vai dar seu palpite e sua ordem. E esse jogo de empurra e estica, que nada resolve, vai continuar, até que os caminhões joguem toda a sua podridão dentro do rio. Daí, quando isso acontecer, logicamente que todos vão novamente lavar suas mãos. Uma vergonha!

 

PERGUNTINHA

Como vão ficar todos os analistas do futebol que esculhambaram Neymar e seus companheiros, pelas más atuações nos primeiros jogos, agora que a Seleção Olímpica conquistou a Medalha de Ouro, pela primeira vez na História?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Banner de Divulgação 3

Sérgio Pires 19/08/2016

PARA QUE SERVE A DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA?

Assinada em 20 de Novembro de 1959, a Declaração da ONU, entre outras coisas, determina:

 

“As crianças têm Direito à igualdade, sem distinção de raça religião ou nacionalidade.
Desfrutará de todos os direitos enunciados nesta Declaração,  sem qualquer exceção, distinção ou discriminação por motivos de raça, cor, sexo, idioma, religião, opiniões políticas ou de outra natureza, nacionalidade ou origem social, posição econômica, nascimento ou outra condição, seja inerente à própria criança ou à sua família”.

 “ A criança gozará de proteção especial e disporá de oportunidade e serviços, a serem estabelecidos em lei, de modo que possa desenvolver-se física, mental, moral, espiritual e socialmente de forma saudável e normal, assim como em condições de liberdade e dignidade. Ao promulgar leis com este fim, a consideração fundamental a que se atenderá será o interesse superior da criança”.

- “A criança tem Direito, desde o seu nascimento, a um nome e a uma nacionalidade;  Direito à alimentação, moradia e assistência médica adequadas a ela e sua mãe”.

- A criança deve gozar dos benefícios da previdência social. Terá direito a crescer e desenvolver-se em boa saúde; para essa finalidade deverão ser proporcionados, tanto a ela, quanto à sua mãe, cuidados especiais, incluindo-se a alimentação pré e pós-natal. A criança terá direito a desfrutar de alimentação, moradia, lazer e serviços médicos adequados.

- A criança tem o Direito a ser socorrido em primeiro lugar, em caso de catástrofes. Deve ser protegida contra toda forma de abandono, crueldade e exploração. Não será objeto de nenhum tipo de tráfico.  

-A criança deve ser protegida contra as práticas que possam fomentar a discriminação racial, religiosa, ou de qualquer outra índole. Deve ser educada dentro de um espírito de compreensão, tolerância, amizade entre os povos, paz e fraternidade universais e com plena consciência de que deve consagrar suas energias e aptidões ao serviço de seus semelhantes”.

                             O que o mundo está fazendo com as crianças?

 

 

ORGANIZAÇÕES CRIMINOSAS

A Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) está orientando aos produtores rurais do país, que entre na Justiça, exigindo o enquadramento dos militantes do MST e outros grupos, como a LCP, que faz ataques armados em Rondônia,  na lei de organizações criminosas (Lei 12.850). O procedimento foi utilizado pela Justiça de Goiás, a pedido do Ministério Público, para determinar a prisão preventiva de quatro líderes do  MST, que comandaram invasões no Estado. Segundo a os parlamentares que fazem parte da FPA, não existe outra forma de combater as as invasões de propriedade, a não ser buscar a Justiça para garantir a ordem pública. Há ainda outro grupo que quer que os ataques e invasões dos sem terra, sejam considerados atos de terrorismo. Os partidos de esquerda, é claro, têm ojeriza à essas teorias. Por enquanto, são eles que estão ganhando o debate.

 

ÚLTIMO PRAZO

Aliás, ainda sobre o  mesmo assunto: os integrantes da Liga dos Camponeses Pobres (LCP), que invadiram a Fazenda Bom Futuro, em Seringueiras, têm até a próxima quarta-feira, dia 24, para desocupação voluntária da propriedade. Caso isso não aconteça, a Polícia Militar deve resolver a questão e tirar o grupo invasor com o uso da força. A decisão do juiz Jorge Luiz dos Santos foi anunciada nesta sexta. A LCP fez a invasão, com o uso de armas pesadas, há mais de um mês. A reintegração de posse, já decidida há bastante tempo, até agora não foi cumprida, porque membros do grupo reagiram a tiros contra a Polícia. Em duas ocasiões, eles atiraram até o helicóptero da PM. Numa delas, dirigiram rojões contra a aeronave, que correu o risco de ser derrubada. O clima na região é de grande tensão.

 

CRIANDO CATÁSTROFES

Ignorância, esperteza, malandragem, busca de vantagens: tudo isso está envolvido na discussão sobre as novas seis turbinas da Santo Antonio Energia, para abastecer exclusivamente Rondônia e Acre. O que tem de desconhecimento é lamentável. Mas o pior são os grupelhos, recheados de intere$$es, que não querem ver a coletividade dos dois Estados beneficiados. São os que pressionam parlamentares e governantes, criando factoides e informações catastróficas, com o intuito de vender dificuldades para ganhar facilidades. Tomara que os deputados de Rondônia e Acre e os governos dos dois Estados compreendam a enorme importância das novas turbinas, para acabar com o problema de energia nessa região. Porque se depender de MABs e outras organizações como elas, vamos mesmo é ter um futuro de escuridão, com o perdão do trocadilho.

 

FAMÍLIAS ENLUTADAS

Quase todos os dias, a tragédia se repete: uma família perde alguém, quando não é ela toda dizimada na BR 364. Nessa semana, ocorreu mais um desses acidentes que deixa a todos com o gosto amargo da tristeza. Pai e filha foram as novas vítimas fatais, quando a moto em que os dois estavam foi atingida com violência, nas proximidades de Ariquemes. Não há mais argumentos para exigir que sejam tomadas medidas imediatas, para tentar acabar com a mortandade na BR. Ela não suporta mais o tráfego imenso, com praticamente a mesma estrutura dos anos 80. As famílias que perdem seus entes queridos quase diariamente, não têm mais lágrimas para chorar. A BR 364 se tornou uma espécie de caixão com centenas de quilômetros, de Vilhena à fronteira com o Acre. Lamentável!

 

O ANEL E O ESPAÇO

O DER está dando duro nas estradas estaduais e em várias obras importantes, aproveitando a época da seca para tocar em frente ações que vão beneficiar várias regiões. A turma comandada por Ezequiel Neiva está em várias frentes, da Capital ao centro do Estado e em trabalhos dos mais importantes. Dois deles se destacam: o andamento das obras do Anel Viário, em Ji-Paraná, que depois de 20 anos está perto está perto de ser concluído e do Espaço Alternativo, em Porto Velho. A intenção é concluir essas duas obras gigantes até o final do ano. Várias rodovias também estão sendo melhoradas. Uma delas é a RO 460, que há anos vive de buracos e perigos aos motoristas. Ela liga a RO 383, desde Rolim de Moura até Alto Alegre dos Parecis. São quase 30 quilômetros. Ou seja, a pauleira está grande e o DER tem feito grande esforço para aproveitar ao máximo o período da seca, para realizar seu trabalho.

 

PERGUNTINHA

Você concorda com o ministro Gilmar Mendes, que disse que a Lei Ficha Limpa foi criada por bêbados ou acha que essa não é uma linguagem que um ministro do nosso mais importante tribunal não deveria usar?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sérgio Pires 18/08/2016

O TERROR ESPALHADO DE DENTRO DAS CADEIAS JÁ CHEGOU AO ACRE

Eles já estão perto. Donos das cidades, donos dos presídios, donos da vida da maioria da população, os criminosos agora revidam suas derrotas, atacando a população civil, queimando ônibus, destruindo patrimônio, para, com tais ações, demonstrar que o poder é deles. Começou há décadas, no Rio de Janeiro, com o crime organizado; saltou para São Paulo, por causas fúteis. Mais recentemente, chegou ao  Rio Grande do Norte, deixando o povo aterrorizado. Os presidiários deram a ordem: destruição, enquanto o governo não desistir de colocar bloqueadores de celular nos presídios. Ora, sem celular, como eles vão mandar roubar, assaltar, traficar e matar? Agora, a violência vinda de dentro das cadeias, chegou bem pertinho de nós. Quando a polícia do Acre matou um bandido irrecuperável, que recém completou 18 anos, num confronto com ele, seus companheiros começaram uma destruição de prédios, bens públicos e ônibus. A cidade de Rio Branco, já vive há pelo menos dois dias dessa tragédia imposta pelos criminosos à pobre população. Eles mandam. Não temem nada nem ninguém. Não dá valor às suas vidas imprestáveis e muito menos às vidas  alheias.

A polícia tenta reagir, mas com muitos cuidados. Porque se um policial mata um bandido (como matou o facínora que assaltara uma família, aterrorizando-a e foi morto ao sair da casa e confrontar-se com os agentes da lei), o crime organizado ditado das cadeias manda destruir a cidade. Mais ainda: o policial que defendeu a sociedade terá que prestar contas à mídia; à Corregedoria: ao Ministério Público e ao Judiciário. Isso quando a opinião pública, insuflada por defensores dos direitos humanos dos bandidos, não se voltam contra as autoridades. Esse é um dos legados que o PT e seus aliados deixam ao Brasil. Se preocuparam tanto com os direitos de quem é criminoso, que colocou a sociedade de joelho ante eles. Será que um dia vamos voltar a ter um país em que se valorizará, por mérito, apenas as pessoas decentes? Duvideodó!

 

 

 

“MEU NOME É PIMENTA!”

Mauro Nazif e Williamens Pimentel terão mais de quatro minutos por dia, divididos em duas inserções, no horário eleitoral gratuito, na disputa pela Prefeitura de Porto Velho. Léo Moraes ficará com quase isso. Pela ordem, Roberto Sobrinho e Hildon Chaves terão mais de dois minutos e meio. Ribamar Araújo, do PR, com cerca de 1 minuto e meio e Pimenta de Rondônia, do PSOL, terá apenas 28 segundos. Ou os usa numa só vez e diz:”Meu nome não é Enéas, é Pimenta de Rondônia!” ou divida em duas vezes e diz, numa, seu primeiro nome; na outra, o apelido. Os horários são proporcionais aos tamanhos das bancadas, mas convenhamos: qual a chance de um candidato nanico, com apenas 28 segundos por dia no rádio e na TV?

 

AMADEU E AS ELEIÇÕES

Advogado respeitado, profundo conhecedor das leis também na área eleitoral, Amadeu  Machado tem uma posição bastante crítica e até surpreendente, sobre a legislação que rege a disputa deste ano. “Quanto mais regras, maior a quantidade de infringências. Bom mercado para os especialistas. Hoje, mais importante que o candidato, são os advogados e o marqueteiro. Os custos, consideradas as restrições, são 99 por cento sustentados por Caixa 2. Aí, todo o mundo delinque. Advogados, marqueteiros, candidatos e partidos. A grande preocupação da Justiça Eleitoral, tem sido intimidar os abusos de poder político e financeiro, na tentagtiva de isonomizar os candidatos. Persistindo as benesses que os detentores de mandato possuem, isso jamais acontecerá”!

 

TAMANHO DO SANTINHO

O competente e experiente advogado vai mais longe, ao publicar sua opinião nas redes sociais: “ Tem também candidato ou mandatário, cujo gruopo familiar detém veículos de comunicação social. Aí é covardia! Só dá o moço nas manchetes. Isso, evidentemente, desiguala a cimpetição. Não há de ser a porcaria do tamanho de um santinho quem irá subverter essa ordem desordenada, sobretudo cartorária e protecionista”!. Precisa dizer algo mais? As leis eleitorais, feitas na maioria dos casos para inglês ver, transformaram a urna eletrônica num elemento secundário nas disputas democráticas. O primeiro e mais importante elemento é o Judiciário. Ponto final.

 

PESQUISAS FALSAS

Pululam pesquisas, a essas altura das campanhas eleitorais. Em Porto Velho, em cada grupo de meia dúzia que se reúne para bater papo e falar de política, ainda tem “os últimos números”. Claro que não é coincidência que, em cada uma delas, quem está na frente é justamente o candidato do grupo que contratou a pesquisa. Os números são os mais malucos possíveis, ora colocando um, ora colocando outro bem à frente dos demais. A verdade é que pesquisa séria mesmo, ainda não foi feita, desde a oficialização das candidaturas. Há quem divulgue ainda números de preferência do eleitorado em relação aos candidatos à  Câmara Municipal. Toda a eleição é assim: a gente pensa que já viu tudo, mas ainda é surpreendido com a criatividade desse pessoal. Seria cômico, não fosse trágico!

 

NOTÍCIAS ESCONDIDAS

Informações, estatísticas e a realidade que a grande mídia não divulga, sobre o Rio de Janeiro, porque está fazendo campanha contra a polícia.  Use-se como exemplo a famosa Favela da Rocinha, uma das tantas dominadas pelo tráfico. Nem a presença constante de 700 policiais consegue impor a ordem, tampouco impedir o tráfico de drogas e os crimes violentos associados a ele. Rajadas de fuzis automáticos cortam o céu noturno do morro, que foi durante algum tempo a vitrine da política de pacificação na cidade. Entre os 267 policiais baleados neste ano, 79 foram feridos em combates em áreas de UPPs, onde oito morreram. Alguém aí sabia disso? Claro que não. Porque quando policiais morrem, não é notícia. Mas quando são os facínoras...

 

PERGUNTINHA

A eleição deste ano começará verdadeiramente o processo de desratização da política ou continuará tudo como o foi até agora?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Banner de Divulgação 5

Sérgio Pires 17/08/2016

CUIDADO, DEPUTADA! OS DEFENSORES DOS CONDENADOS VÃO ODIAR...

Que se prepare a deputada federal Mariana Carvalho, porque o mundo dos direitos humanos dos criminosos condenados vai cair em sua cabeça! Não é que a nobre parlamentar teve o desplante de apresentar um projeto de lei que não dá mais benefícios a quem cometeu crime? O que ela quer e que em qualquer país decente seria aplaudida, por aqui vai merecer pedras e ataques ideológicos dos que vivem às custas dos “direitos dos manos”, além de parlamentares, ONGs e outros quetais. Mariana quer que os presos que usam a monitoração eletrônica, paguem pelo uso do equipamento. Diz que o poder público (ou seja, a população, com seus impostos) não tem recurso suficiente para pagar todas as despesas aos presos com direito a essa medida. Na justificativa, a deputada afirma que a monitoração eletrônica do apenado é uma importante ferramenta criminal, que permite ao Estado fiscalizar o cumprimento das decisões judiciais. Não importa que isso vá beneficiar a coletividade que é vítima,  porque os que querem que bandidos de todos os calibres tenham apenas benefícios, não aceitarão a boa iniciativa da parlamentar. Ainda mais porque ela é do PSDB  e não “cumpanheira!”

Está na hora da maioria dos parlamentares brasileiros criar vergonha na cara e começar a tratar bandido como bandido e vítima como vítima. Tem que fazer como Mariana. Não dar ouvidos a esses doentes sociais, que preferem se abraçar a quem pratica os mais absurdos e violentos crimes, do que gritar pela verdadeira Justiça, para proteger a grande maioria, refém da violência. Tomara que a jovem deputada de Rondônia não recue. Que não se curve às pressões dos que vão tentar diminuir sua brilhante proposta, alegando que ela é “coxinha” e que o projeto vai prejudicar os presos. Não vai não. Quando o Brasil voltar às costas a esses malandros, que vivem defendendo bandido, quem sabe começaremos a tornar nosso país mais seguro e menos propriedade do crime organizado. Vá em frente, Mariana Carvalho!

 

 

 

 

 

CUSTA CARO

Normalmente, uma tornozeleira pesa entre 200 e 220 gramas e seu custo, em Rondônia, chega a cerca de 220 reais/mês por unidade. O governo tem 1.750 delas, o que representa um custo mensal de 385 mil reais. No país inteiro,mais de 19 mil presos a usaram ou ainda usam, nos últimos cinco anos e a previsão é de que, num futuro próximo, elas poderão monitorar nada menos do que 40 mil condenados. Isso alivia a tensão nos presídios, sempre superlotados. O problema é a gastança: o Estado tem que bancar todas as despesas,  como o custo de aluguel e manutenção do equipamento.  Os amigos dos bandidos, se acharem ruim, poderiam criar fundações, ONGs e entidades de apoio, para arrecadar dinheiro e pagar as despesas por eles. Seria, ao menos, mais justo. Mas quem, entre eles, está preocupado com a verdadeira Justiça?

 

NADANDO DE BRAÇADA

O comando da Assembleia Legislativa tem merecido comentários bastante positivos dos órgãos de fiscalização. Até no Ministério Público (sempre temido por muitos políticos)  a gestão de Maurão de Carvalho tem recebido comentários bastante positivos. Depois de várias gestões problemáticas, a ALE começou a melhorar muito sua imagem e organização a partir de Neodi Oliveira. Na gestão de Hermínio, houve vários estremecimentos políticos, mas zero nódoas. Já com Maurão, os dois aspectos têm sido elogiados. Tanto a gestão como as questões políticas estão vivendo em águas extremamente tranquilas. Não é fácil comandar um Poder como o Legislativo, mas o Presidente Maurão anda nadando de braçada, até agora.

 

SEXTETO EM CACOAL

Cacoal terá seis candidatos à Prefeitura. A população da cidade, que reelegeu o Padre Franco Vialetto, conta os dias para acabar um governo que chega ao fim cheio de problemas e acusações de corrupção, encabeçada por sua ex chefe de gabinete. A disputa deste ano terá a deputada Glaucione Nery (que perdeu o último pleito por apenas algumas dúzias de votos, para Franco) e que tem liderado todas as pesquisas. Disputam com ela: Acelino Marcos, do PDT; Adailton Fúria (PRB); Dimas Selvaticci (PT); José Costa (PSOL) e Marco Aurélio Vasques (PSD).  Com a herança de Vialetto e seu partido em baixa, em todo o país – em Rondônia muito mais – só um milagre para que os petistas voltem ao poder na cidade. 

 

DETRAN E LOTÉRICAS

Uma boa nova para os contribuintes rondonienses, tanto da Capital como do interior. Proposta do deputado Airton Gurgacz, autorizando o pagamento de taxas e impostos do Detran através das agências lotéricas. “Diante do importante trabalho prestado pelas lotéricas em todo o Estado de Rondônia, no que diz respeito ao recebimento de boletos bancários, taxas e outros serviços ao cidadão”, segundo Airton, o Detran acatou o pedido e vai implantá-lo em breve. O acordo deve ser confirmado ainda neste mês e deve começar a valer a partir de setembro. Tal medida, se funcionar como está planejada, vai facilitar em muito a vida do contribuinte.

 

HORA DA AÇÃO

Os desbarrancamentos no rio Madeira, em plena área central de Porto Velho, continuam aumentando. No sábado, dez caminhões foram tragados para praticamente dentro do rio, depois que um barranco veio abaixo, numa área que deveria estar interditada. Desde a enchente histórica de 2014, as margens do Madeira se tornaram muito perigosas. O rio ainda está em formação e pode causar ainda muitos problemas. Está na hora das autoridades começarem a reagir, em busca da solução do problema. Caso não o façam, daqui a pouco a tragédia pode atingir a área da Estrada de Ferro Madeira Mamoré, levando para dentro do rio nossa maior riqueza histórica. Está na hora da ação e não do discurso!

 

PERGUNTINHAS

Você está empolgado com o início da campanha política para Prefeitura e Câmara de Vereadores na sua cidade? Já escolheu seus candidatos preferidos?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Banner de Divulgação 6

Sérgio Pires 15/08/2016

O DEPOIMENTO HISTÓRICO DE UMA JUIZA SOBRE A NOSSA POLÍCIA

 Vale a pena se ler esse texto da juíza Karen Schubert Reimer, da 1ª Vara Criminal de Joinville, Santa Catarina. Ele sintetiza, com bom senso e equilíbrio, o que está acontecendo na relação entre a coletividade e a polícia. Um texto sincero e verdadeiro. Leiam: "O povo não sabe o que quer da polícia. Quando ela prende um pedófilo com garantia de todos os seus direitos começam a dizer:´por que não deixaram matar?.. Joga numa cela para ser estuprado:  tem que matar!´ Daí a polícia prende um ladrão, e dizem, bandido bom é bandido morto. Mas quando o policial entra em confronto e mata o bandido e descobrem que a arma era de brinquedo, dizem: Ahhhh, tinha que ter atirado na perna primeiro! Deviam tomar mais cuidado! Se fazem uma abordagem de uma pessoa "normal",  que desobedece a ordem de mão na cabeça, e o policial começa a berrar "mão na cabeça", acham que o policial age com abuso, pois não deveria ser tão grosso. Mas se a pessoa não é assim tão de bem, pega uma arma e atira, daí dizem que o policial foi desatento, que nessas horas tem que meter bala”.

Continua o texto: “É uma loucura! Espera-se tudo e mais um pouco de um policial. A única coisa que não se faz é se colocar no lugar desses homens e mulheres, que todos os dias deixam suas famílias em casa para nos servir e proteger, colocando suas vidas literalmente em risco. Profissionais que têm menos de um segundo para tomar decisões diante do inesperado. E essas decisões criticamos,  apontando o que teríamos feito depois de horas e horas pensando no assunto. Decisões que analisamos no conforto dos nossos sofás ou sentados atrás de uma mesa no ar condicionado. A verdade é que nossos policiais são Heróis, sejam eles militares, civis, federais, rodoviários, ambientais. E também são heróis nossos praças das forças armadas, que fazem trabalhos que ninguém mais faz. Mas não nos contentamos. Exigimos que sejam Super Heróiis! Ela concluiu, dizendo que tem “esperança de que nosso  país que aprenda a honrar quem nos defende!”

 

 

 

 

 

MENINOS ARMADOS E SOLTOS

Aquelas autoridades que prometiam atenção especial e segurança redobrada na área da Estrada de Ferro Madeira Mamoré, deveriam se postar, envergonhadas, em frente às duas mulheres que foram assaltadas na semana passada, naquele local dominado por drogados e pequenos criminosos, muitos deles “dimenor”! As duas levaram um susto quando foram atacadas por meninos, armados de facas, que levaram suas bolsas e celulares. Horas depois, os dois foram “apreendidos”, mas o susto da dupla que visitava a área turística foi terrível. O pior aconteceu com elas, pouco tempo depois. Quando passavam por aquela área da cidade, ficaram estarrecidas quando viram os seus assaltantes soltos, no mesmo lugar onde haviam sido presos. Não dá vontade de chorar?

 

ÁREA DE RISCO

A quem responsabilizar pelo acidente deste sábado, quando pelo menos dez carretas foram arrastadas quase para dentro do rio Madeira, depois que um barranco despencou? Não havia riscos, não seria o caso de haver algum alerta do perigo? Como motoristas experientes, que há anos estacionam próximo ao rio não imaginaram que havia o perigo de desbarrancamento, depois da cheia histórica de 2014? Foi um acontecimento incrível e patético e, por sorte, não acabou ceifando muitas vidas. A destruição de três caminhões de grande porte, alguns com suas cargas, é daqueles eventos que não têm explicação lógica. E deixa clara a falta de cuidados e prevenção, numa área da beira do rio que é, todos sabem, muito perigosa, desde a enchente.

 

OS PISTOLEIROS VOLTARAM

O assassinato do advogado Alceu Scoparo Filho, em Buritis, é mais uma prova da volta, com força, do crime de pistolagem em Rondônia. Quando um profissional é assassinado em plena luz do dia e com vários tiros à queima roupa (disparados por um motoqueiro, daqueles que usam capacete sem que seu rosto  possa ser reconhecido), não existe dúvida que os pistoleiros contratados para execuções a sangue frio. Nos anos 70, eles dominavam o Estado, mas foram corridos daqui por duras ações policiais. Hoje, com todos os direitos que os bandidos têm, os pistoleiros sabem que a impunidade os protege, já que se a polícia usar os métodos que usou para livrar Rondônia dessa bandidagem, há tantos anos, hoje quem irá preso é o policial.

 

COMEÇA A BATALHA!

Todos os sete candidatos à Prefeitura de Porto Velho registraram suas candidaturas, dentro do prazo previsto, ou seja, até essa segunda, dia 15. A campanha começa então com um pouco menos de lentidão do que estava indo até agora. A movimentação ainda é pequena e a grande maioria do eleitorado não só estão por fora da relação de candidatos, como, em sua grande maioria, sequer pensou em alguém para votar. A campanha é curta e o horário eleitoral gratuito nunca foi tão importante para a escolha, na hora de votar. Ribamar Araújo, Williames Pimentel, Mauro Nazif, Hildon Chaves, Léo Moraes, Roberto Sobrinho e Pimenta de Rondônia vão disputar os votos dos 319 mil eleitores cadastrados.

 

VIZINHOS AMEAÇADOS

O terror toma conta de propriedades rurais próximas à Fazenda Bom Futuro, em Seringueiras, invadida pela força armada da Liga dos Camponeses Pobres (LCP). Áreas produtivas vizinhas à que foi tomada pelos criminosos, denunciam que têm  encontrado bilhetes com ameaças que, segundo eles, teriam sido deixados nas porteiras das propriedades por integrantes da LCP. Em um dos bilhetes, os invasores dizem que vão matar dez pessoas para cada acampado ferido. E escrevem que não temem morrer e que não sairão pacificamente da área que invadiram. Os produtores fecharam a BR 429 outra vez e o clima na região é de beligerância. A reintegração de posse não tem dia para ser realizada. No sábado, o helicóptero da PM foi atacado de novo. Agora por tiros e rojões. É terra sem lei!

 

PERGUNTINHA

Você é daqueles que vaiavam a Seleção Brasileira nas Olimpíadas e queriam ver Neymar fora e que agora já acham que temos o melhor time do mundo, com o Rei Neymar no comando?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Banner de Divulgação 7

Sérgio Pires 13/08/2016

MARECHAL CÂNDIDO RONDON, NOSSO HERÓI NO PANTEÃO DA PÁTRIA!

Ele já está no livro dos heróis, mas no próximo dia 18 de outubro, será colocado definitivamente na Panteão dos Grandes Brasileiros de todos os tempos. Isso mesmo. O Marechal Rondon, maior personagem na história do nosso Estado e que inclusive emprestou seu nome para Rondônia, novamente será reconhecido, oficialmente, como um dos 45 Heróis da Pátria. Estará ao lado de personagens como Tiradentes, Zumbi dos Palmares, Marechal Deodoro da Fonseca, Santo Dumont, Frei Caneca, Sepé Tiaraju, Heitor Villa Lobos, Padre Landel de Moura, Anira Garibaldi e Ruy Barbosa, entre outros. Pena que o Panteão tenha aceito decisões de homenagear políticos, que obviamente tiveram seu valor, mas jamais podem ser chamados de ”Heróis da Pátria!”. Estão lá Getúlio Vargas, Leonel Brizola e até Chico Mendes, o que, infelizmente, diminui um pouco a importância da homenagem nacional, mas não a tira das personalidades que realmente merecem a honraria. O Marechal Rondon é daqueles personagens que ficarão marcados para sempre na história do nosso Estado, da região amazônica e do país. Seu trabalho em prol da integração nacional e da defesa dos povos indígenas mereceram não só homenagens no país, mas em todo o mundo. Foi indicado pelo menos duas vezes para o Prêmio Nobel da Paz, inclusive pelos Estados Unidos.

Os Heróis da Pátria são um orgulho para todos os brasileiros e Rondon é um deles, mais do que merecidamente. Grupos como os Soldados da Borracha, que trabalharam na Amazônia para ajudar no esforço de Guerra contra o Nazismo e o Japão, também estão lá no Panteão da Pátria. Faltam alguns, como os Pracinhas da Segunda Guerra e há outros, como alguns políticos polêmicos, como os já citados, que  certamente lá não deveriam estar. Mas em relação a Cândido Rondon, nosso maior herói dessa terra do norte, não há qualquer dúvida. O nome dele atravessará os milênios, sempre sendo lembrado por sua coragem, liderança e amor ao Brasil.

 

 

 

NÃO MORAMOS NO ALASCA

Eles inventaram um tal de kit primeiros socorros. Os coitados caíram na conversa, porque não tiveram escolha. E tiveram que gastar uma grana preta, para uma bobagem que durou apenas alguns meses, tal sua ineficiência. Depois, foi o caso do tipo de extintor de incêndio nos carros. Uma vergonha, quando alguns faturaram muito dinheiro, para depois a Justiça dizer que nem o uso do equipamento é obrigatório. Agora, vieram com essa besteira do farol aceso durante o dia, num país tropical, onde a maioria das regiões tem sol o ano inteiro, incluindo o inverno. Nas nossas rodovias, durante o dia, um carro pode ser avistado a quilômetros. Mas os gênios dizem que temos que usar os faróis ligados como se morássemos no Alasca. Nos fazem mesmo de idiotas.

 

DUAS MIL MULTAS

Querem usar os mesmos argumentos dos faróis ligados no Hemisfério Norte, onde chove, é escuro, tem neve e pouca visibilidade em oito ou nove meses por ano. Agora vêm ainda com estatísticas esdrúxulas, dizendo que diminuiu o número de acidentes. É a boçalidade e a esperteza,  o desserviço à população. Em alguns meses, essa bobagem também cairá, como caíram a malandragem e a safadeza do kit dos primeiros socorros e muitas outras porcarias inventadas apenas para encher os cofres de multas.Aliás, quando essa idiotice for cancelada, certamente não o serão as mais de 2 mil multas aplicadas somente nas rodovias federais de Rondônia. Ah,  essas permanecerão, porque os otários não receberão seu dinheiro de volta, jamais..

 

É CONTRA A LEI

Os produtores rurais da região de Seringueiras estão cheios de razão por protestarem contra o grupo armado conhecido como LCP, que invade fazendas e faz o que quer, sem ser incomodado. Mas a forma de protesto está errada. Se os empresários e donos das propriedades querem que as leis sejam cumpridas (porque não o são, quando se trata de grupos de criminosos), não têm o direito de desrespeitá-las. Fechar rodovia federal, como ameaçam fazer novamente a partir desta segunda-feira, na BR 429, é infringir a lei e a Constituição, tirando o direito de ir e vir de quem quer transitar naquela estrada. Há muitas outras formas de protesto dentro da lei. Os fazendeiros não podem copiar a odiosa forma de desrespeitar as nossas leis, como o fazem livremente os grupos sem terra e outros, protegidos pelo governo que está caindo.  Que achem outra forma de protesto!

 

DESGRAÇA ANUAL

É uma desgraça que acontece todos os anos, nessa época, em relação ao abastecimento de energia da Eletrobras Rondônia. Boa parte do sábado foram dedicadas, pelos consumidores, a fazer “homenagens “, recheadas dee palavrões e raiva, contra a falta de energia em vários bairros da Capital. Pior de tudo é que entra ano e sai ano e o problema é sempre o mesmo: basta um pouco mais de calor, basta um pequeno aumento no consumo de energia e lá se vai ela, deixando o porto velhense sofrendo e no escuro. É uma empresa que cobra uma das tarifas de energia mais caras do Mundo, proporcionalmente ao serviço que presta, que não consegue investir na melhoria da qualidade dos seus serviços. No dia certo, contudo, lá vêm as contas exorbitantes, para que os otários as paguem, mesmo que tenham sofrido com a falta de energia durante vários momentos. Uma vergonha!

 

JÁ VAI TARDE

O afastamento definitivo de Dilma Rousseff, que já deveria ter acontecido há muito tempo, é daqueles câncer que estão quase curados, mas de vez em quando um medicamento errado ainda pode fazê-lo ressurgir, mesmo que sem a força de matar o paciente, mas apenas para irritá-lo e atrasar sua cura. É um pé no saco todo esse conjunto de mimimis para tirar do poder uma mulher incompetente e que, junto com sua “cumpanheirada”, praticamente enterrou a economia de um país inteiro, além de ter governado para dividir seu povo e não uni-lo. Dilma já vai tarde, junto com Lula e todos os outros. Michel Temer não é a solução, mas certamente será muito melhor para o país do que quem comprovou não ter amor por ele, mas apenas por seu partido e sua ideologia. Vai logo, dona Dilma, que nós todos precisamos consertar as porcarias que a senhora e os seus fizeram!

 

PERGUNTINHA

Na sua próxima conta de energia elétrica, a Eletrobras Rondônia vai descontar o período em que não abasteceu seus consumidores, através de um dos piores serviços de distribuição de energia do país?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Banner de Divulgação 8

Sérgio Pires 13/08/2016

AI DO POLICIAL QUE ENCOSTAR UM DEDO EM ALGUÉM DA LCP!

Não é apenas por sua conhecida forma de enfrentar as crises com voz baixa e palavras equilibradas, que o governador Confúcio Moura deu uma declaração falando em “muita cautela” na reintegração de posse da Fazenda Bom Futuro, na região de Seringueiras. Ele sabe muito bem que os criminosos que invadiram uma propriedade alheia, fortemente armados, fazendo reféns e queimando veículos e equipamentos da fazenda, deveriam estar é na cadeia. Mas sabe também em que país ele vive. No SICNEWS, jornalístico da SICTV/Record, o apresentador Everton Leoni sintetizou, com claridade, qual é a verdadeira situação. Em resumo, afirmou que “se os invasores atirarem e mataram uma dúzia de policiais, nada vai acontecer. Mas ai do policial que, mesmo que fosse para se defender, encostasse um dedo num invasor da Liga dos Camponeses Pobres”, a famigerada LCP! Ai dele, afirma também a coluna! Cairão sobre sua cabeça membros de ONGs nacionais e internacionais; de defensores de direitos humanos dos bandidos; alas do Ministério Público e a coluna -  com todo o exagero que o assunto merece -  ironiza de que não nos surpreenderíamos se a OEA  esquerdista e a ONU declarassem guerra contra  Rondônia!  A LCP, em qualquer país sério, seria uma organização criminosa, sob o tacão da polícia. Aqui, é tratada como se fosse composta apenas por brasileiros, paupérrimos, abandonados e maltratados, que querem apenas um pedaço de terra para plantar. Pura mentira, pura falácia. Dezenas de membros da Liga e do MST, que já ganharam terra, imediatamente a venderam, tratando de invadir outras áreas para fazer mais dinheiro.

Confúcio não tem escolha. Tem que cumprir a decisão judicial que considerou, (pasmem!), que os bandidos são...bandidos! Sabe também o risco que a operação vai representar. A liderança da LCP quer sangue. Dos outros, é claro! Então, prudência e cautela. Ah, se as leis desse país valessem para todos! Aí, grupos terroristas como a LCP sequer teriam se formado. Mas aqui é o Brasil. Skindô, skindô!

 

 

 

RODOVIA FECHADA

Aliás, como protesto para a grande demora da reintegração de posse determinada pela Justiça, fazendeiros e produtores rurais da região estão anunciando que vão fechar novamente a BR 429, na altura do rio Bananeiras. A ordem judicial determina a retirada dos invasores e levá-los a pelo menos 300 quilômetros de distância, além de  identificar e penalizar o comando do grupo pelos crimes de organização criminosa armada; disparo de arma de fogo contra a forca pública, cárcere privado, incêndio e destruição de patrimônio. Os produtores dizem que cansaram de esperar pelo cumprimento da decisão e que só reabrirão novamente a rodovia, quando o mandado judicial for cumprido. Mais um tremendo rolo para Confúcio e seu governo resolverem.

 

MAIS MULHERES QUE HOMENS

O 2 de outubro vai marcar as eleições no país. Em Rondônia, são 1 milhão e 164 mil aptos a votar. Em Porto Velho são 319 mil e 939. Apenas a Capital tem eleitorado suficiente para a realização de um segundo turno, o que é muito provável que aconteça. Ele acontecerá 28 dias depois, em 30 de outubro, entre os dois candidatos à Prefeitura. Já os 21 vereadores eleitos serão conhecidos dia 2. A tentativa de diminuir o número de edis foi frustrada. Dois projetos apresentados foram derrotados. Um baixava para 18 cadeiras e outro para 16. Claro que não passou e, obviamente, jamais passará, lamentavelmente! Em todo o Estado, tanto os candidatos a Prefeito quanto às Câmaras Municipais, terão que ter um discurso que atenda também o interesse das mulheres. Afinal, elas são maioria no Estado. Entre os aptos a votar, 52 por cento são mulheres e 48 são homens...

 

OS DOIS LADOS DA LIBERDADE

Só em Porto Velho, 164 detentos foram beneficiados com a saída temporária do Dia dos Pais. Muitos saíram nesta sexta e outros neste sábado. Todos deverão voltar às suas respectivas celas até a próxima terça. O benefício legal estende-se a presos de todo o Estado e de todo o país. Entre os beneficiados famosos, está a assassina Suzane Von Richthofen, que já tinha saído da cadeia para o Dia das Mães e agora sai para o Dia dos Pais. Não seria tão tétrico, caso ela não tivesse matado os dois. Mas, afora os exageros, a lei tenta dar oportunidade a que detentos possam ir se reintegrando à sociedade. O bom da lei é que ela ajuda mesmo a grande maioria dos detentos que, logo depois do benefício, volta à prisões e não comete novos crimes. O lado ruim é que dá o mesmo direito a assassinos cruéis, gente como Suzane. A depuração dessa lei é que vai dar direito somente a quem realmente merece. Um dia, chegaremos lá...

 

COISAS MAIS IMPORTANTES!

Na mídia, gritos, protestos, editoriais, entrevistas com autoridades e especialistas; exigências de medidas imediatas. Na realidade, assaltos, roubos, destruição, abandono, desrespeito, vergonha. São duas das faces da Estrada de Ferro Madeira Mamoré. Nas entrevistas midiáticas, muita gente vociferando e exigindo soluções. No dia a dia, falta de policiamento; assaltos a visitantes; drogados e traficantes dormindo na área e, de vez em quanto, fazendo fogo e colocando em risco toda a estrutura histórica. Quem ama sua cidade e sua história, grita em desespero, querendo que a EFMM seja tratada com a deferência e o respeito que merece. De parte das autoridades competentes, ah!, essas têm coisas mais importantes pra fazer. Lamentável!

 

VÃO SE QUEIXAR AO BISPO!

Como foi anunciado há longo tempo, nessa coluna, o governo trocou o comando da Casa de Cultura Ivan Marrocos, sem dar muitas explicações. Trocou e pronto. Quem gostou, gostou, quem não gostou que vá se queixar ao Bispo! Saiu o dedicado Carlinhos Maracanã, que fez o que pôde e mais um pouco e caiu nas graças dos artistas locais e assumiu Margot Paiva, outra profissional da área, que certamente também fará um bom trabalho. O problema não é a troca. Na verdade, são dois. Primeiro, os governos intervirem nos órgãos culturais, como se eles fossem apenas um braço político e nada mais. Depois, o fazem sem dar qualquer explicação à sociedade, até porque, muitas vezes, não teria explicação plausível  a dar mesmo. Infelizmente, é assim ainda, no país inteiro. 

 

PERGUNTINHA

Você sabia que os vereadores de Rolim de Mouro, demagogicamente, anunciaram a diminuição dos seus salários, mas tentaram, sem sucesso, é aumentá-lo na surdina?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Banner de Divulgação 9

Sérgio Pires 12/08/2016

CARTA BRANCA PARA QUE OS PRESOS COMANDEM O CRIME DAS CADEIAS?

 

O STF, em nome de direitos de minorias, cometeu, outra vez, um ataque à paz e teria dado carta branca, indiretamente, ao crime, no Brasil? Seria mais uma dessas decisões que permitem que os bandidos nos dominem, como se houvesse algo mais importante nessa Nação, do que proteger as pessoas de bem e combater o crime. Proibindo o uso de bloqueadores de celulares nos presídios o STF parece estar  praticamente avisando aos presos, que eles estão livres para continuarem gerindo ações de assassinatos, assaltos, tráfico, violência, de dentro das suas celas, como o estão fazendo em todas as cadeias. Quais os argumentos para essa decisão esdrúxula? Apenas micuinhas. Uma delas, de que o assunto dos bloqueadores é de alçada federal e não de leis estaduais. Outra: moradores próximos aos presídios não poderiam usar seus celulares em casa. Perguntem a essa gente se elas preferiam usar seus aparelhos móveis em casa ou terem segurança, para ver o que elas diriam! Mas, é claro, os ministros do STF, acima do povo e dos deuses, decidem pela letra fria da lei, como se as leis não fossem feitas para proteger as pessoas decentes.

Em outro caso, o STF já tinha decidido que o uso de capacetes escuros, em que não se possa identificar quem o está usando, não podia ser proibido. O que aconteceu? Em dez de cada dez crimes, roubos, estupros, assaltos, assassinatos brutais, duplas usando motos e capacetes que escondem seus rostos, estão causando uma devastação no país, ceifando milhares e milhares de vidas. Raramente são presas. Os ministros do STF não estão ligando para isso? O que importa é que a lei fria seja cumprida. Então, vamos continuar vivendo assim. O país sob o domínio do terror e do crime e nosso Supremo defendendo direitos humanos de criminosos e contra ações que poderiam ajudar a sociedade do bem, como um todo. Quando isso vai terminar?

 

 

 

 CATASTROFISMO

 Experiente, homem público respeitado, deputado estadual com maior votação individual na última eleição, Adelino Follador é um parlamentar equilibrado e de destaque, com atuação elogiável na Assembleia. Corre o risco, contudo, de ser ludibriado por uma minoria que usa discursos fantasiosos e lúgubres, para inventar tragédias ambientais em relação às usinas do Madeira. Relator do Projeto que pode autorizar a implantação de seis novas turbinas na Hidrelétrica de Santo Antonio, para abastecer Rondônia e Acre, Follador distribuiu nota à imprensa falando em riscos exagerados, caso o projeto vá em frente.

 

CONVERSA FURADA

 Logicamente que é ainda uma fase de análise. O parlamentar, sempre equilibrado e de bom senso, quer o melhor para sua terra. Contudo, no release encaminhado à imprensa, ficou claro que ele está dando ouvidos a catastrofismos. Escreveu, por exemplo: “já há comentário de que é possível até a promoção de um “black out”, um apagão geral nos dois Estados, para forçar sua aprovação pelo Legislativo”. Follador disse que não acredita nisso, mas no debate, e, para isso vai convidar todos os interessados. A frase é repetida pelo pequeno grupo que acha que toda a maioria pode ser prejudicada, para que eles mantenham seus discursos. Certamente o experiente Follador não vai cair nessa conversa furada.

 

BOATOS SEM FIM

 A boataria corre solta. Do tipo sem pé nem cabeça. Uma delas é que o governador Confúcio Moura teria demitido centenas de cargos comissionados indicados pelo vice, Daniel Pereira. Pura balela. Daniel, aliás, já disse e repetiu que não tem sequer um cargo indicado no governo. Mas os boatos de rompimento entre o governador e seu vice é prato quente em todas as fofocas políticas que pululam nessa época de pré eleição. A verdade: não há qualquer indicação de crise entre os dois. Confúcio vai apoiar o candidato do seu partido à Prefeitura da Capital, Williames Pimentel e Daniel vai ficar ao lado de Mauro Nazif. Sobre as indicações políticas do vice no atual governo, ele continua mantendo a mesma afirmação: não tem qualquer nome por ele nomeado em cargo na administração. Ponto.

 

TUDO VAI SER RESOLVIDO!

Os viadutos serão concluídos. A ponte sobre o rio Madeira, em Porto Velho, receberá iluminação. A da Ponta da Abunã estará pronta em tempo recorde. Os buracos das ruas vão sumir. Todos terão asfalto na frente de casa, água e esgoto tratado. Ninguém vai viver nas ruas. Os graves problemas do trânsito serão resolvidos com uma facilidade impressionante. Saúde pública e educação chegarão a um patamar de Primeiro Mundo. Filas para atendimento nos postos? Nunca mais. Até as filas dos bancos vão terminar. Se tudo der certo, quem sabe se trará ao menos um pedaço do mar para Rondônia? Todas essas maravilhas serão prometidas ao eleitor, em mais essa campanha que inicia. Praticamente nenhuma delas será cumprida, mas isso, é claro, é apenas um detalhe!

 

QUAIS OS CRITÉRIOS?

Vejamos como são as leis brasileiras. Lidiane Leite, prefeita da pequena Bom Jardim, cidade de grande maioria de pobres e miseráveis,  foi presa por desviar recursos públicos, inclusive da saúde. Gastava a grana tirada da sua população carente para comprar roupas caras e ostentar. Mostrava tudo nas redes sociais. Ficou alguns dias na cadeia e voltou ao cargo. Agora saiu de novo, mas não está presa. Dezenas de ladrões da Petrobras ainda estão à solta, usufruindo da roubalheira. Não é uma vergonha? Enquanto isso,o senador  Ivo Cassol, quando prefeito de Rolim de Moura, não desviou um tostão, realizou todas as obras programadas nas concorrências públicas e acabou condenado à prisão. Qual o critério da Justiça brasileira, já que as leis são iguais para todos?

 

PERGUNTINHA

Sem a Argentina e o México,, será que nosso time chinfrim de futebol conseguirá superar seleções de segunda categoria do mundo e conquistar a Medalha de Ouro na Olimpíada do Rio?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Banner de Divulgação 10

Sérgio Pires 11/08/2016

A TEORIA DO ÓDIO E A BATALHA PARA DIVIDIR OS BRASILEIROS

É um texto que transpira ódio, lastimável, de pregação do mal. É inverídico, indigno. Vejam só o que escreveu Esther Solano (Doutora em Ciências Sociais pela Universidade de Madri e professora de Relações Internacionais da Universidade Federal de São Paulo, uma voz muito respeitada pelas esquerdas da América Latina), sobre nossa medalha de ouro no judô: "Rafaela ganhou o ouro, mas esse ouro não pertence a muitos brasileiros. Vocês, que odeiam os jovens das favelas e que os querem ver encarcerados; vocês que detestam ver negro na Universidade; vocês que não suportam ver mulheres em lugares de poder. Se fosse por vocês Rafaela estaria morta, na cadeia, estuprada, submissa, marginalizada. Esse ouro não é de vocês; foi apesar de vocês. Ela não conseguiu o ouro lutando contra outra atleta, foi lutando contra vocês!"  Sem o poder e prestes a cair no lixão da História, esquerdistas extremados partem para esse tipo de agressão doentia, contra quem não pensa igual. Que brasileiros odeiam os jovens das favelas? Que brasileiros não querem ver as mulheres no poder ou que não querem negros das Universidades? Olhem só essa heresia! A quantos brasileiros dona Esther se refere? Só pode ser a uma minoria insignificante, formada por ignorantes e doentes sociais,  porque a grande massa pensa exatamente na direção contrária ao agressivo e mentiroso texto da Doutora.

A técnica de repetir mentiras, de usar um exemplo negativo como se ele representasse um povo ou uma Nação, é típica de amantes das ditaduras, sejam de  esquerda ou direita. Para Dona Esther, quem não pensa como ela; quem quer ver gente com a mentalidade dela fora do Poder; quem exige o fim da corrupção e a roubalheira impostas ao país, não merece a Medalha de Ouro conquistado por Rafaela? Repita-se uma frase da Doutora Esther, para se deixar clara a doença social que se abateu sobre gente como ela: “Se fosse por vocês Rafaela estaria morta, na cadeia, estuprada, submissa, marginalizada”. Dá vontade de vomitar!

 

 

 

 

 

 

QUADRO MODIFICADO

Pesquisa que anda pululando pelos bastidores dos partidos, na Capital, apontam um novo rumo para a disputa. Desde a entrada do ex prefeito Roberto Sobrinho, do PT, o quadro mudou bastante. Não há ainda indício claro de tendência da maioria do eleitorado – já que o índice de indecisos é altíssimo – mas os números se redimensionaram, em relação ao que era antes do ingresso do petista. A campanha pra valer começa dentro de alguns dias. Até o dia 15, todas as chapas deverão estar devidamente registradas no TRE. Até lá, pesquisas internas dos partidos podem influir em mudanças, inclusive nas atuais coligações. Quem irá para o segundo turno? Quem se elegerá? Aquele que souber as respostas para essas perguntas, certamente é um expert na política local.

 

OUTRA PERDA

A morte prematura do jornalista Carlinho Neves enlutou a classe em Porto Velho e Rondônia. Profissional dedicado, homem da mídia escrita, com um texto de qualidade, na vida pessoal Carlinhos só sabia fazer amigos. Fez parte da equipe do jornal o Alto Madeira  durante longos anos e também atuou em vários órgãos públicos, na área da comunicação. Atuava na assessoria de imprensa da Assembleia, há mais de três décadas, sempre com o respeito e amizade dos seus colegas. O presidente Maurão de Carvalho, em nome de todos os parlamentares, foi um dos primeiros a lamentar a morte do jornalista. Sua perda está sendo lamentada por todos os que conviveram com ele.

 

A CAERD VAI QUEBRAR

A Caerd está muito perto de quebrar. Tomada pela República Sindicalista, que ainda domina vários órgãos públicos do país, a estatal gasta 80 por cento de toda a sua arrecadação apenas com pagamentos de salários. Um absurdo. Ainda sim, a Caerd  enfrenta nova greve, com seus servidores exigindo um reajuste salarial acima dos 9 por cento, em nome de “perdas”. E assim vai o serviço público brasileiro, no geral: inchado, cheio de apaniguados, sob gestão de sindicatos e prestando um serviço cada vez pior a quem paga caro por um atendimento geralmente pífio. A Caerd pode até quebrar – e desse jeito vai quebrar mesmo – mas seus funcionários querem é os tais “direitos adquiridos”! Será que um dia a República Sindicalista vai acabar nesse país?

 

A FAVOR DO BRASIL

Repetindo a unanimidade da bancada federal na Câmara, quando foi votado o andamento do processo contra a quase ex Presidente Dilma Rousseff, os senadores rondonienses mantiveram seus votos anteriores, todos acatando o relatório final que autorizou o processo de impeachment, penúltimo passo que para Dona Dilm caia de vez.  Ivo Cassol e Valdir Raupp já se tinha como votos certos contra Dilma e eles foram confirmados. Havia uma pequena dúvida sobre a posição do pedetista Acir Gurgacz, que ainda tem ligações fortes com o governo que está caindo. Mas Guargacz confirmou, como já havia escrito nas redes sociais, que votaria pelo impeachment. A tendência é de que, na hora de votar pelo afastamento definitivo da ex mandatária, os três continuem no mesmo caminho: contra ela e a favor do Brasil.

 

PRIMEIRO TURNO?

Há um grande otimismo no grupo político do prefeito Mauro Nazif. Seu irmão, Gilson, coordenador da campanha, tem repetido a vários interlocutores que há grandes chances do atual prefeito ser reeleito ainda no primeiro turno. Embora as pesquisas mais antigas e até as mais recentes não apontem nesse rumo, Gilson se baseia nas informações que garante, tem sido colhidas em toda a cidade. O maior problema de Mauro, na verdade, é o a rejeição, apontado em praticamente todas as pesquisas realizadas. Mesmo assim, a turma palaciana, que não acredita em números tão negativos em termos de rejeição, acha que Mauro vai nadar de braçada na disputa de outubro. O conselho que a experiência ensina é que caldo de galinha e prudência não fazem mal a ninguém. Até porque precisa, antes de tudo, combinar com o eleitor...

 

PERGUNTINHA

Se hipoteticamente a Corrupção fosse uma das modalidades disputadas nas Olimpíadas, quantas Medalhas de Ouro o Brasil conseguiria roubar, ops!, ganhar?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Banner de Divulgação 11

Sérgio Pires 09/08/2016

NESSA GUERRA, SÓ QUEM PERDE SÃO OS DOENTES DE CÂNCER

A luta está longe de terminar. Um dos motivos é que os órgãos responsáveis pela liberação e apoio não tem interesse na pílula do câncer, por ser de baixo custo e fácil acesso. Hoje, o tratamento é muito mais lucrativo, para os hospitais e para empresas farmacêuticas, quando feito da forma convencional. Esse foi um resumo do que disse o senador rondoniense Ivo Cassol a um grupo de pessoas portadoras da doença, que foram visitá-lo em seu gabinete, dias atrás. Além de agradecer ao trabalho que Cassol vez realizando pela liberação da Fosfoetanolamina, a pílula do câncer, eles foram também ao STF, pressionar para que seja mudada a decisão que proibiu o uso do medicamento. Cassol disse ao grupo, ainda, que fez tudo que podia para ajudar na liberação imediata, que está comprometido com a causa, “mas por hora não há mais o que ser feito”. Ele sugeriu, contudo, que os pacientes, familiares e amigos devem se engajar na luta pela liberação, começando na própria cidade onde residem, através de depoimentos daqueles que já fizeram uso da Fosfoetanolamina e tiveram resultado positivo.

O medicamento, ainda experimental, teria representado avanços no combate a vários tipos de câncer, segundo doentes que o usaram. Mas a pressão de autoridades da área da saúde, médicos e laboratórios, que alegam que há riscos na ingestão da nova fórmula, já que ela não fora aprovada em testes com humanos, fez com que o STF suspendesse a autorização do remédio. Ivo Cassol liderou a luta pela liberação da Fosfoetanolamina, mas acabou sem ter mais poderes para fazer com que os doentes recebessem o tratamento, mesmo os com  câncer terminal, já que a ingestão, nesses casos, não teria como piorar o quadro. A briga vai longe. Os poderosos querem que as coisas se mantenham como estão. Os doentes e quem está ao lado deles pedem socorro. Enquanto isso, milhares de brasileiros estão morrendo com vários tipos de câncer. Um dia haverá a cura ou ela já está chegando, mas não pode ser entregue a quem precisa?

 

 

 

COMEÇANDO DE NOVO

Ele já foi senador, foi prefeito, foi deputado. Agora, recomeça sua carreira política pela base. Ernandes Amorim, o controvertido político de Ariquemes, está de volta à briga por um cargo eletivo. É um dos nomes escolhidos por seu partido, o PTB, para disputar uma cadeira na Câmara de Vereadores da sua cidade.  Segundo publicou nas redes sociais, Amorim diz que esse é o cargo lhe falta no currículo. E começa prometendo: “farei neste mandato uma verdadeira função que o povo espera , um mandato autônomo , com uma verdadeira trincheira da oposição defendendo o direito do povo”. Amorim sempre foi um nome controvertido na política, mas também nunca perdeu um eleitorado cativo. Veremos como vai se sair nesse novo desafio.

 

BOAS E MÁS NOTÍCIAS

O diretor do Dnit, Valter Casemiro, tem sido uma das autoridades mais visitadas por rondonienses, nos últimos dias. Membros da bancada federal posam para fotos com ele e com o ministro dos Transportes, seu chefe, para avisar que o viaduto do Trevo do Roque, em Porto Velho, finalmente será concluído. A verdade é que depois de tantos anos e tantas incompetências, parece que, finalmente, a obra será mesmo terminada. Ainda meio nas coxas, porque os imóveis da rua lateral, na altura do viaduto, jamais foram desapropriados. A má notícia – e sobre isso não há fotos nem declarações otimistas – é sobre os outros viadutos, aquelas anomalias incompletas na BR 364, próximo ao conjunto da Eletronorte. Sobre essas porcarias, ninguém fala quando serão concluídas ou demolidas...

 

DEBOCHANDO DAS LEIS

Certo da impunidade, os criminosos estão cada vez mais agressivos, destemidos, ignorando as autoridades e a lei. Nessa semana, mais uma prova disso. Um bandidão, armado, entrou dentro de uma sala de aula e atirou cinco vezes contra um aluno. Os demais colegas ficaram desesperados, alguns em estado de choque. É assim aqui e pelo Brasil inteiro. Debochando de leis pífias, espúrias e que defendem os direitos humanos dos bandidos, eles espalham o terror onde e quando querem. Daqui a pouco vão entrar em cultos e missas, para executar seus crimes, sabedores de que, se pegos um dia (porque só 10 por cento dos assassinatos são esclarecidos no país, em média), pegarão penas leves e em pouco tempo estarão nas ruas de novo. Uma vergonha!

 

AGOSTO DIFERENTE

O agosto das Olimpíadas é o mesmo agosto de novas ações policiais da Lava Jato e do impeachment de Dilma Rousseff e, igualmente, de mais denúncias sobre a participação do ex presidente Lula em malfeitos e desvios de dinheiro público. Em agosto, terminará finalmente essa baderna em que o país tem dois presidentes e nenhum dos dois manda de verdade. E deve dar início a uma nova temporada de otimismo e melhorias na economia nacional, que quase foi dilacerada pela irresponsabilidade do governo que, felizmente, tende a ir para o lixo da  História.   O agosto, mês das más notícias e das tragédias, pode ser diferente para o brasileiro este ano. Aliás, já começou bem, com o espetáculo de abertura das Olimpíadas. Agora, só falta nos livrarmos de Dilma, Lula e sua turma.

 

PEDIDO DE DESCULPAS

Eles continuam fazendo o que querem, como se fossem donos do Estado e da BR 364. Menos de 100 pessoas (deve ser todo o contingente do grupo), do tal Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), uma malandragem criada para arrancar a fórceps dinheiro de empresas que ousam tentar melhorar os serviços de produção de energia no país, fecharam novamente a rodovia, em Rondônia. Nenhuma autoridade interfere, para dizer que fechar a BR é crime, tira o sagrado direito de ir e vir das pessoas. Pois o MAB, quando quer arrancar mai$ algum, trata de interromper o tráfego na única rodovia federal que liga Rondônia ao Acre ou então nos acessos às usinas hidrelétricas. Só falta a Polícia ir até os locais fechados e pedir desculpas para o grupelho, como se ele tivesse o sagrado direito de fechar uma rodovia a hora que quiser. É uma vergonha. Tomara que também nesse quesito, as leis voltem a valer para todos os brasileiros, não só para alguns...

 

PERGUNTINHA

Você sabia que nem todos os artistas dependem de verbas públicas, como os petistas que mamam nas tetas do Ministério da Cultura e que famosos como Suzana Vieira, Luana Piovani e Fagner fazem atos de apoio ao juiz Sérgio Moro?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Banner de Divulgação 12

Sérgio Pires 08/08/2016

FINALMENTE, A LEI VOLTA A VALER IGUALMENTE PARA TODOS!

 

 

 

 

“Proíbo aos órgãos públicos de fornecer meios de subsistência à Liga dos Camponeses Pobres (LCP), nesse ou outros acampamentos, pois a atitude demonstrada neste caso, não é de quem luta pela terra, dentro da legalidade, mas sim de milícia armada, que busca enfrentar o Estado Democrático de Direito”! Finalmente! Até que enfim! Alvíssaras! Parece um sonho que, depois de tantos anos, em uma decisão judicial, um magistrado tenha escrito, com tanta clareza, o que é realmente o grupo armado, disfarçado de pobres sem terra, que ataca e usa táticas de guerrilha para invadir propriedades em Rondônia. Ao determinar novamente a reintegração de posse da Fazenda Bom Futuro, em Seringueiras, o juiz Jorge Luiz dos Santos Leal não só mandou que os invasores sejam retirados da área, num prazo máximo de dez dias, como ainda exige que eles não possam ficar a menos de 300 quilômetros de distância da região, para que não voltem a invadir qualquer propriedade por ali. Foi mais longe ainda Sua Excelência, numa lição recheada de aspectos claramente democráticos e que exigem o estrito cumprimento da Constituição brasileira: “considerando a gravidade da situação e a possibilidade de um conflito armado, durante uma nova operação de reintegração de posse”, o dr. Jorge Santos Leal  notificou o Exército Brasileiro, a Agência Brasileira de Inteligência (ABIN) e a Polícia Federal (PF), sobre sua decisão e a exigência da desocupação da área invadida à força das armas, pela LCP.

Finalmente, depois de tantos absurdos, a lei começa a ser igual para todos os brasileiros. Porque se alguém invadir a casa de outrem, certamente será preso e provavelmente condenado. Nas invasões de terra, isso não estava acontecendo há anos.  Estamos voltando ao país da decência e das leis que dão o mesmo tratamento para todos. Felizmente essa baderna, imposta ao país por demagogos, gente do mal, gente que tratava nosso Brasil como sua propriedade, está terminando. Ainda é tênue, mas já é uma grande esperança.

 

 

 

 

PERDERAM, MALANDROS!

Até agora,  o MST e a LCP, entre outros grupos que vivem da profissão de invadir de terras há anos, faziam o que queriam não só em Rondônia, mas em todas as regiões do país, graças a decisões judiciais estranhas, que, ao largo da Constituição, ignoravam a propriedade como um direito inalienável. A situação chegou a tal ponto do desrespeito com a autoridade, que quando a Justiça determinou a primeira reintegração na Fazenda ocupada pela LCP, membros da Liga reagiram à bala, atirando na polícia e até num helicóptero que acompanhava a operação. A nova decisão repõe a lei e a ordem. Mais que isso, dá carta branca às autoridades para que descubram, prendam e processam os bandidos que tentaram matar PMs e derrubar uma aeronave do governo. A ala criminosa da  LCP não é mais a dona do campo!

 

METAMORFOSE AMBULANTE

Tem surpresa na área! Pesquisas internas dos partidos estão indicando um novo rumo na disputa pela Prefeitura de Porto Velho.  Por enquanto, os números ainda não foram divulgados, até porque há pouco interesse em que eles o sejam, principalmente nas coligações que foram pegas no contrapé pelos dados recentes. Mesmo que com um eleitorado onde a maioria não decidiu para que lado vai (o número de indecisos ainda é muito grande), tudo pode acontecer, porque a  verdade é que os números apresentados nos últimos dias, podem dar uma reviravolta total às ideias iniciais da maioria  dos candidatos e seus companheiros. Que ninguém se surpreenda se, de uma hora para outra, decisões que pareciam ser definitivas, acabarem sofrendo uma grande metamorfose. É esperar para ver...

 

FRENTÃO COM JESUALDO

O PSDB pensava em candidatura própria e tinha um nome forte: o deputado Laerte Gomes. Outros partidos também se organizavam para lançar candidatos à Prefeitura de Ji-Paraná. Bastou Jesualdo Pires confirmar que vai à reeleição e todos se uniram a ele. É uma coligação de vários partidos, liderada pelo PSB. Estão juntos: PMDB, DEM, PSDB, PSD, PSC, PPR, PC do B, PT, PTN, PHS, PEN, PROS e PV. Com uma popularidade poucas vezes vistas na cidade que transformou para muito melhor em poucos anos, Jesualdo vai em direção ao segundo mandato com uma amálgama nunca vista de partidos e ideologias. Todos fecharam com ele, até porque sabiam que, contra ele,  teriam pouca chance. É pule de dez, na linguagem do turfe, o segundo governo de Pires, em Ji-Paraná.

 

VISITAS ILUSTRES

Temos mais visitantes ilustres no nosso Presídio Federal. Além de chefões do tráfico no Rio de Janeiro, trazidos para cá durante as Olimpíadas, porque poderiam causar o caos, as autoridades federais nos premiaram também com as vindas dos que comandaram uma série de ações criminosas no Rio Grande do Norte. Os presos mandaram ordens de dentro das cadeias para vários ataques na Capital e interior daquele Estado, porque seriam colocados bloqueadores de celular nos presídios. Como o STF deu razão aos bandidos e mandou cancelar a instalação dos bloqueadores, em breve eles poderão voltar para suas celas no RN, de onde continuarão coordenando todas as ações criminosas. Até lá, ficarão por aqui, nos dando a honra de suas visitas!

 

A CIDADE E O LIXO

É impressionante como Porto Velho, a maior cidade de Rondônia, continua suja, com o lixo tomando conta de ruas, avenidas, valas, bueiros, canais. A falta de educação, a falta de respeito, a falta de cidadania são questões que precisam ser discutidas todos os dias, para que, amanhã ou num futuro não tão distante, ao menos se diminua esse problema horroroso, que aflige essa enorme e suja cidade. Nesses tempos de eleições, trazer a limpeza da cidade, a limpeza pública e a participação dos moradores para dentro do debate e do programa do futuro Prefeito, é vital. Não dá mais para aceitar a situação, que deveria enojar toda a população, mas que merece protesto de muito pouca gente. Tempos que limpar Porto Velho. Viver no lixo não é o que merecemos!

 

PERGUNTINHA

E você aí, que tanto fala em democracia, é contra ou a favor da lei assinada pela ex Presidente Dilma Rousseff, que proíbe manifestações políticas durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Banner de Divulgação 13

Sérgio Pires 06/08/2016

A GERAÇÃO DE ENERGIA PARA RONDÔNIA E ACRE ESTÁ EM RIGO

Nossos deputados estaduais têm uma importante escolha pela frente, que pode ajudar ou prejudicar milhares de pessoas, tanto em Rondônia como no Acre. Meia dúzia de gatos pingados de um tal MAB (Movimento Atingidos por Barragens), um esquema que se preocupa muito em arrumar dinheiro de pretensas indenizações do que qualquer outra coisa, querem que os  parlamentares não aprovem  a ampliação do abastecimento de energia , exclusivamente para os dois Estados. Tudo gira em torno do Projeto de Lei Complementar 102/2016, que autoriza o aumento da cota da barragem da Hidrelétrica de Santo Antônio. Alguns deputados, preocupados com as vozes de apenas um grupeto que faz barulho, sempre em benefício próprio e que apenas quer politizar a situação (para manter suas palavras de ordem e ganhar uma grana), estariam em dúvida se devem ou não aprovar a medida. Se não o fizerem logo, a Santo Antonio não receberá a autorização do Ibama, para fazer a alteração. O resultado seria desastroso para milhares de rondonienses e acrianos: as seis turbinas adicionais não seriam instaladas e não gerariam a energia que seria destinada apenas para os dois Estados. Além disso,  Porto Velho, o Estado de Rondônia e a União perderiam os royalties resultantes da ampliação, com enormes prejuízos financeiros.

Na audiência pública que discutiu o assunto, o representante da Sedam disse que o aumento da cota do rio, com as novas seis turbinas, representaria mínimos impactos ambientais para a região. Que os parlamentares rondonienses lembrem o que tais movimentos ditos populares (sabe-se muito bem a quem eles são ligados), fizeram contra o nosso país! O brasileiro e o rondoniense exigem mudanças, mas a meia dúzia ainda quer impor seus interesses, acima de todos os demais. Por isso, é bom que os deputados estaduais abram o olho e não caiam nessa conversa fiada. Rondônia e Acre precisam muito, da energia extra que virá de Santo Antonio. Certamente o bom senso e o interesse maior da comunidade prevalecerão.

 

 

 

RESPOSTA ÓBVIA

A pergunta sobre o porquê dos ataques, antes mesmo da campanha começar, ao candidato do PMDB, Williames Pimentel, tem resposta óbvia: os demais adversários sabem que ele vem com toda a força do seu partido, com a estrutura peemedebista e com uma militância que vai mesmo à luta nas disputas eleitorais. Embora estreante na política, como candidato, Pimentel também sabe que os ataques têm o propósito de colocá-lo na defensiva. Se usar sua experiência – faz campanhas para os outros há mais de três décadas -  vai se sair bem dessa situação. Só será prejudicado se não seguir seu feeling e começar a ouvir conselhos amadores, como o de responder boatos com notas oficiais. Mas daí já é outra história...

 

CALCANHAR DE AQUILES

A entrada de Ana Maria Negreiros como vice de Nazif o ajuda? Ajuda sim. Ela é batalhadora e tem uma família enorme, que se envolve na política local há décadas, sabe como fazer política e já elegeu vários dos seus membros. Ana tem planos futuros para a política, e esse pode ser seu calcanhar de Aquiles: caso Nazif se reeleja e não faça uma grande administração ou a deixe num terceiro plano, ela pode sofrer da síndrome que sepulta promessas políticas na Prefeitura da Capital. O caso mais recente foi a de Cláudia Carvalho, vice de  Sobrinho no primeiro mandato. O prefeito foi bem, mas ela foi afastada do poder pouco tempo depois de ganhar a eleição e seu futuro político foi profundamente afetado. Qual será o futuro de Ana?

 

OS APOIOS DE LÉO

Léo Moraes está firme no seu projeto de Prefeitura. Trouxe para o seu lado o PP de Ivo Cassol, que lhe deu o vice, o médico Amado Rahaal e várias outras siglas menores, incluindo o PROS, que desistiu de lançar Odacir Soares. Léo corre atrás do eleitorado mais jovem e tem apoio de grupos políticos importantes, muitos deles até hoje ligados a ele, desde que o pai dele, o falecido deputado Paulo Moraes, comandava o direcionamento político da família. A mãe de Léo, Sandra Moraes, foi vereadora e presidente da Câmara e, certamente, também tem admiradores de sua ação política até hoje. Vai ajudar o filho sim, na disputada eleição que se aproxima. Amado Rahaal também tem força e o PP reúne eleitores fieis na Capital. Esperemos para ver até onde vai a dupla.

 

AS DIFICULDADES DE HILDON

E a dupla Hildon Chaves/Edgar do Boi? Hildon encabeça a chapa, representando o PSDB, um partido muito forte tanto na Capital como no Estado. Seu vice é Edgar, o Presidente regional do PSDC, um partido ainda nanico, mas em ascensão. Sem Mariana Carvalho, que liderava as pesquisas, os tucanos e seus aliados trabalham o nome de Hildon, ex promotor de Justiça, como um homem de ficha limpíssima, com bons projetos e que, também, é realizador. O problema de Hildon é não ter história política na cidade e no Estado e ter que ficar conhecido, além de fazer com que o eleitor aceite suas ideias e projetos, numa campanha tão curta. Mesmo com esses obstáculos, seus parceiros estão otimistas.

 

UM QUARTO DE SÉCULO

Ribamar Araújo tem um discurso sem surpresas, que sintetiza o que pensa sobre como deve agir um político e como Porto Velho deve ser administrada. Ele diz que está há um quarto de século na política, sempre com mandatos e jamais esteve envolvido em qualquer ilegalidade. Sublinha que um político como ele, com esse tipo de ação e pensamento, pode recuperar uma cidade como Porto Velho, já que dos 100 por cento dos recursos (as palavras são dele), nada será desviado e tudo será investido para dar uma vida melhor à coletividade. Se o discurso pegar, nesses tempos de tanta gente denunciada, crescem as chances de Ribamar, que vai de chapa pura do PR para a disputa.

 

SOBRINHO E OS DESAFIOS

Oficializado nessa última sexta, Roberto Sobrinho volta a concorrer à Prefeitura, representando o PT. Foi eleito e reeleito num momento em que seu partido dominava a política nacional e era o Poder. Teve sete anos e quase onze meses de  uma administração eventualmente contestada, mas, a menos de 60 dias de deixar o cargo, tinha quase 70 por cento de aprovação. Então, foi preso, numa operação esquisita e complicada. Tem problemas judiciais a superar; não tem mais o poder petista do seu lado; não tem recursos para a campanha, segundo já confidenciou a vários companheiros, mas mesmo assim, está otimista. Vai usar a comparação do seu governo com o de Nazif, para apresentar-se ao eleitorado como a melhor opção para a cidade. Conseguirá?

 

PERGUNTINHA

Confessa aí: mesmo com muita vontade de criticar a gastança, numa hora de crise, você não ficou orgulhoso com o espetáculo que mostramos ao Mundo, na abertura das Olimpíadas?

 

 

 

 

 

 

 

Banner de Divulgação 14

Sérgio Pires 05/08/2016

A MENTIRA REPETIDA SEM PARAR, ATÉ SE TRANSFORMAR EM VERDADE

Derrotados, perdendo espaço no coração e mentes dos brasileiros, já que a grande maioria quer vê-los pelas costas e dos que votaram neles na última eleição (é enorme a percentagem de arrependidos), petistas e esquerdistas em geral, agora voltam às redes sociais, tentando reviver a famosa frase de Goebels: “repita-se uma mentira milhares de vezes, até que ela se torne verdade!”. Lê-se, por exemplo, muitas críticas a fazendeiros que  protestam contra a invasão de suas terras. Aqui em Rondônia, onde o problema é grave, porque os Poderes não enfrentam com o peso da lei quem a burla, só quem é otário ainda acredita  nos defensores dos “pobres e oprimidos” sem terra. As críticas vêm dos mesmos: ou nada têm para dividir e querem repartir o que é dos outros ou têm e não fazem nada por ninguém, a não ser discursar  dentro da ideologia que acreditam. Eles não mudaram mesmo. Continuarão tentando enganar com papo furado e ideias centenárias que não deram certo em lugar nenhum.  Ficam dizendo que a terra não pertence a quem trabalha nela, a quem produz, a quem ajuda o país a crescer e deve ser entregue a grupos, na maioria dos casos comandados por malandros, que logo que conseguem uma área, a vende e vão invadir outra, para fazer dinheiro. Claro que esse tipo de argumento eles não aceitam, porque “é coisa de coxinhas”!

Enganadores, fazem de conta que a história só tem um lado. Nenhum comentário sobre a violência armada que ataca propriedades, mata pessoas trabalhadoras, sequestra, destrói. Isso pode, na teoria doentia deles. Mas ai de quem reagir a essa covardia! Aí não pode. Aí é crime. Tem que ter punição, cadeia, cadeira elétrica! Infelizmente, pela ignorância que continua predominando  nesse país, ainda tem gente que cai nessa ladainha. Os brasileiros, com memória curta, são capazes ainda de engolir a mesma conversa malandra, unilateral e sem nexo. E cairão sim, mais cedo ou mais tarde, outra vez no papo furado desses Goebels das esquerdas...Lamentável!

 

 

 

 

 

MULHER NA CHAPA

O assunto deveria ser mantido em sigilo, ao menos até a realização da convenção do PDT, nesse sábado, mas saiu às ruas bem antes disso. A vereadora Ana Maria Negreiros foi escolhida para ser a companheira de chapa de Mauro Nazif, o prefeito que concorre à reeleição, em Porto Velho. Ela já era a preferida, mas ainda não dito o sim. Aceitou depois de várias conversas com Nazif e o seu grupo político. Ela trocou o PMDB pelo PDT e ficou apta a representar  sua nova legenda, já que PSB e PDT mantiveram a coligação da última campanha. Com bom eleitorado e muitos serviços prestados a Porto Velho, no seu primeiro e único mandato, Ana foi sondada para aceitar a indicação, mas a princípio, decidira concorrer à reeleição à Câmara. No final, topou enfrentar o desafio.

 

RONDONIAGORA

A jornalista Ivonete Gomes, diretora do site Rondoniagora, é a entrevistada do programa Direto ao Ponto (Record News, Canal 58, para a Capital e interior), desse sábado, 11:30 da manhã. Na conversa com Sérgio Pires, Ivonete falou da história vencedora do site Rondoniagora, que dirige ao lado do marido, Gerson Costa e do amigo Eliânio Nascimento. Apresentou também o novo produto da casa, a revista Visão Rondônia, dedicada ao agronegócio. Uma publicação de alto nível, destinada ao setor que mais cresce na economia de Rondônia e do país. Não perca tudo isso, no programa que informa e trata das grandes questões do Estado. Na internet, a entrevista pode ser acessada em vários sites e também no youtube.

 

VISÃO DE FUTURO!

Há pouco mais de seis anos, o petista Aluizio Mercadante fazia uma previsão muito otimista: a de que nossa vizinha Venezuela se tornaria uma Nação muito desenvolvida. Em sua tese de doutorado em Ciências Políticas e Econômicas da Unicamp, Mercadante tecia loas não só ao jeito do PT de governar o Brasil, como também “ao governo democrático da Venezuela”, então sob o tacão de Hugo Chávez. Se fizesse as mesmas afirmações hoje, em sua tese de doutorado, Mercadante corria o risco de levar um zero. A política petista enterrou o Brasil, como se vê. E na Venezuela, segundos dados atuais, 87 por cento dos venezuelanos não têm dinheiro para se alimentar. E os que têm, não conseguem alimentos nos mercados. Vai ter visão de futuro assim lá na....

 

BAIXANDO O NÍVEL

A campanha eleitoral em Vilhena deve ser das mais quentes e, ao mesmo tempo, uma das que os principais candidatos mais farão ataques mútuos, nos últimos anos. Há duas forças políticas muito fortes, já confirmadas. Uma delas é o empresário Eduardo Tsuru, o Japonês, que virá para a briga com uma aliança de 13 partidos, liderada pelo PV, que é o que o indicou. De outro, a esposa do ex prefeito e ex deputado federal Melki Donadon, virá com uma coligação, com seu PMDB à frente, composta por 10 legendas. Quem conhece a política na principal cidade do Cone Sul do Estado já está preparado para assistir a uma campanha em que os dois lados vão atacar com ataques de baixo nível. Espera-se que estejam enganados. A população quer debate sobre propostas e metas e não aguenta mais baixaria na política.

 

MUTIRÃO É SUCESSO

O primeiro mutirão fiscal de Rondônia, promovido pelo Governo e com o apoio de vários poderes e instituições, começou com grande sucesso. A iniciativa, que permite que o contribuinte fique em dia com seus débitos junto aos órgãos estatais, é pioneira na região norte. Já havia sido realizada com grande sucesso em outros estados do centro sul, mas aqui em Rondônia, nos primeiros dois dias, os resultados foram bem acima das melhores expectativas. O governador Confúcio Moura e o secretário de Finanças do Estado, Wagner Garcia de Freitas, comemoram os números positivos da fase inicial do projeto. As negociações vão até a próxima semana.

 

PERGUNTINHA

 

Será que agora que a Comissão do Impeachment aprovou o relatório pela cassação de dona Dilma por ampla maioria (praticamente três votos a favor para cada contra), será que o mandato dela sobrevive um mês após a Olimpíada?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Banner de Divulgação 15

Sérgio Pires 04/08/2016

UM FIO DE ESPERANÇA: HÁ LEIS QUE JÁ SÃO IGUAIS PARA TODOS

Duas decisões judiciais nos últimos dias, deram um alento, uma sinalização positiva, um fio de esperança de que as coisas começam mesmo a mudar nesse país. E que as ideologias começam a ficar muito longe da interpretação das leis, fazendo-as iguais para todos os brasileiros e não apenas para alguns. A primeira delas foi em Rondônia. O juiz Carlos Roberto Burck, da 1ª Vara Criminal de Cacoal, condenou o índio Antonio Apucara Suruí pelos crimes de cárcere privado e grave ameaça. O mais importante não foi a pena, por demais justa, já que o indígena ameaçou de morte e manteve trancadas numa sala de escola onde suas filhas estudavam, vários professores e funcionários. Ele queriam que suas vítimas dissessem onde estavam as garotas, que lá estudam. Tempos depois, se descobriu que uma delas fugiu com o namorado. O importante foi o que Sua Excelência escreveu na sentença: ele ignorou o pedido da Procuradoria Especializada da Funai, que queriam fazer a defesa do índio. Segundo o juiz, “trata-se de indígena plenamente integrado”, “professor em aldeias indígenas” e, então, “como qualquer cidadão, não há porque crer-se da impossibilidade do o próprio denunciado, sem assistência da Funai, defender-se em ação penal!”.  Toma-lhe! È uma decisão histórica, porque coloca um indígena acusado de um crime, na condição de cidadão brasileiro e não mais de um pobre coitado que nada sabe, quando se trata de responder a algum delito.

Outro caso, no mesmo tom,  ocorreu em Goiás, com a decisão de mandar para a cadeia quatro membros do MST, sob acusação de terrorismo, tomada por pelos juízes Thiago Boghi, Rui Carlos de Faria e Vitor Umbelino Junior.  Na denúncia, o Ministério Público alegou que os sem-terra fizeram ameaças a funcionários de uma fazenda e roubaram  uma máquina agrícola. Não há referências a uso de armas de fogo pelos sem-terra, que teriam usado apenas armas brancas, como facões. Aviso à LCP, armada e praticando atos de terror em Rondônia: a Justiça vem aí!

 

 

 

PIMENTA CONFIRMADO

Mais um candidato está confirmado oficialmente para disputar a eleição municipal em Porto Velho. O PSOL definiu mesmo Pimenta de Rondônia como seu representante. Solitário, o partido não tem ainda o nome do vice, mas manteve sua tradição de se fazer presente nas urnas. Pimenta, um pequeno empresário, já concorreu à Câmara Federal, ao Senado e ao Governo do Estado,  mas nunca disputou a Prefeitura. É um socialista apaixonado, que defende as ideias do partido e se sacrifica, sempre que chamado, para participar de eleições, mesmo sem ter qualquer chance de vitória. Com muito poucos membros em Porto Velho e Rondônia, o PSOL ainda sobrevive, do jeito que pode. E Pimenta de Rondônia sempre esta disponível, para ajudar seu partido.

 

CASA AMARELA NA WEB

Não há nada que supere uma boa ideia. E o blogueiro e jornalista Tadeu Itajubá as tem seguidamente. A última dele é lançar uma web rádio, a Cabana Amarela, a primeira especializada em música sertaneja do seu gênero, na floresta amazônica. Tadeu, que nas horas vagas é também um cozinheiro de mão cheia, recebe no seu sítio muitos amigos. Aproveitou o nome do local que já está se tornando famoso entre seus colegas de profissão, já que os recebeu sempre com grande pratos produzidos por ele mesmo, para batizar a sua emissora web que entra no ar em breve. 

 

SEM APOIO FEDERAL

O PT vai de Roberto Sobrinho. O vice também deve ser petista, porque até essa semana não havia qualquer outra sigla anunciando adesão ao projeto petista. Com chapa pura, Roberto tenta mais um mandato. Vai para o palanque fazendo comparações de suas administrações com a de Mauro Nazif e se apresentando como quem conhece os problemas da cidade e pode resolvê-los. Sobrinho terá contra si muitos problemas, incluindo os judiciais, mas também o péssimo momento que vive seu partido, no país inteiro e em Rondônia também. A perda do governo brasileiro, que é certa, com a cassação de Dilma Rousseff, também será um problema a mais, já que ele perderá o discurso da proximidade com o poder central. Não será fácil, mas Sobrinho está otimista, mesmo com todo o quadro negativo que se apresenta ante ele.

 

HOMENAGEM À BÁRTOLO

Valter Bártolo, primeiro administrador de Vila de Rondônia (hoje Ji-Paraná), músico, notívago, com um rol de amigos que preencheria duas listas telefônicas; cantor de tango que encantou até os argentinos; rondoniense que gravou seu primeiro disco, apenas com músicas próprias, em 1963;  receberá uma homenagem especial do Governo de Rondônia. Filho da região de Guajará Mirim, Valter morreu em novembro de 2012 e a partir de agora dará nome ao barco-hospital que atenderá a comunidade da sua região de nascimento. Familiares do inesquecível Valter Bártolo participarão da cerimônia, que será realizada em Guajará na terça-feira da outra semana, dia 16, Homenagem das mais justas a um rondoniense que jamais deve ser esquecido, por tudo o que representou para esta terra.

 

LAMENTO DE UM PAI

Hoje, quinta-feira, 28 de Julho, quero fazer a minha homenagem à minha filha, que Deus levou. Nesse dia ela estaria completando 21 anos de vida, junto de nós, como sempre esteve. Mas a festa está sendo lá no Céu. Estamos aqui, minha filha: o Júnior, sua mãe e eu, seu pai, muito tristes nesta data. Você foi uma filha exemplar. Nós sempre vamos te amar”! O texto, publicado na semana passada e recheado de lamentos e tristeza, é de Paulo César Silveira Freitas, pai da jovem Naiara Karina, assassinada brutalmente em janeiro de 2013, em Porto Velho. Paulo César, seu lamento e sua tristeza e uma família destroçada pela dor, tornaram-se símbolo de tantos brasileiros que perderam seus entes queridos, mortos por animais que se travestem de seres humanos.

 

PERGUNTINHA

Se você fosse dar uma Medalha de Ouro a um brasileiro, quem você escolheria para ser agraciado com a maioria honraria dos Jogos Olímpicos?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Banner de Divulgação 16

Sérgio Pires 03/08/2016

QUE SE APONTE O DEDO PARA TODOS OS MILHÕES DE CULPADOS

Está chegando perto do fim o martírio a que os brasileiros estão submetidos, com essa situação envolvendo a falta de um governo com poder real de resolver as coisas, nesse momento de grave crise econômica; de desemprego assustador e de violência em todas as regiões. Chegamos a isso porque houve uma maioria que acreditou no PT e  na Presidente Dilma, escolhida a dedo pelo Rei Lula, o Primeiro e Único e foi para as urnas, votando novamente num projeto que estava destruindo o país há longos anos. Uma minoria votou de sacana mesmo, porque não queria perder as benesses que só a “cumpanheirada” tinha.  Esses mais de 54 milhões e meio, em sua grande maioria, fazem de conta que não têm nada a ver com a desgraça que se assolou sobre a Pátria, como se a única culpa fosse dos eleitos e não de quem os elegeu. Não deveriam abrir a boca para protestar, Chega desse mimimi, do qual a gente já encheu o saco de ouvir. Mas, que se recorde, enquanto o Brasil se recupera lentamente na UTI,  que seja reposta a verdade: essa gente toda é tão culpada quanto os que ela colocou no lá, com todo o poder e que quase destruíram  nossa Nação.

Agora, ainda temos que cumprir alguns rituais da democracia, mesmo que isso representante perda de tempo, para começar o lento processo de recuperação do paciente com um câncer que, felizmente, ainda não era terminal. O seria, se Lula, Dilma e os esquerdopatas que adoram discursar e gastar o dinheiro que os outros suam  para ganhar, continuassem fazendo o que estavam fazendo. Se não houver nenhuma surpresa desagradável (mais uma), até o final do mês, começaremos a nos livrar da podridão. Todo esse sofrimento valeria a pena, caso nós, como eleitores, aprendêssemos a lição. Infelizmente, isso não acontecerá. Levaremos ainda muitas décadas até aprendermos, pelas perdas e danos, que somos os verdadeiros culpados de colocar no poder quem jamais mereceria sequer passar perto dele.Essa não é a mais pura verdade?

 

 

 

 

A MENOS QUE... 

Prego batido, ponta virada! O ditado pode até valer para muitas coisas, mas nunca para a política. Mesmo os partidos que já realizaram suas convenções, ainda estão conversando eaté15 de agosto, último dia para registro das chapas, ainda podem haver mudanças. O DEM, por exemplo, está negociando com o PMDB de Williames Pimentel e pode indicar o vice, mas também está conversando com o PTB de Léo Moraes. Podem surgir outras mudanças, algumas realmente surpreendentes. Nos bastidores, a lideranças estão conversando, trocando mensagens, fazendo sinais de fumaça. Só depois do 15 de agosto se poderá dizer que nada mais mudará. A menos que....

 

FOGO DE PALHA?

Já tem surpresa nas primeiras pesquisas não oficiais realizadas no período pós convenção de alguns partidos. Claro que nelas não entraram os nomes que ainda serão postados na disputa, como o do ex prefeito Roberto Sobrinho. Mas quem viu os primeiros resultados e conhece um pouco da política local, certamente se surpreendeu. Há um dos nomes que compõe o quadro já definido, com uma aceitação muito acima do que era inicialmente esperado. Claro que tudo é ainda embrionário, porque faltam pelo menos duas semanas para a campanha realmente pegar fogo. Mas que já há surpresa no ar, sem dúvida alguma há. Vamos ver se ela se mantém ou se é apenas fogo de palha!

 

NÚMEROS E ELOCUBRAÇÕES

Tudo elucubração! Mas já dá para começar a fazer contas, em relação ao que os candidatos buscarão, até 2 de outubro, para vencerem a batalha, com a chegada de dois deles no segundo turno, em Porto Velho. Vamos à teoria, porque de prática, o raciocínio está longe. Na Capital, já quase 320 mil eleitores cadastrados. Normalmente, nas eleições municipais, somando-se abstenção, votos nulos e brancos, a média pode chegar a 25 por cento. Ou seja, desses, seriam, nesse raciocínio, 240 mil votos válidos. Parece óbvio dizer que quem chegar a 20 por cento desse total, ou seja, algo em torno de 80 mil votos, ao menos nessa matemática elucubrada, estaria no segundo turno. O outro, se chegar em torno de 40 mil, já estará também. Os demais seriam divididos entre os outros seis candidatos. Tudo apenas matemática e teoria, é bom que se sublinhe novamente.

 

E OS RUSSOS?

O governador Confúcio Moura quer resolver a situação dos conflitos agrários no Estado, já que Rondônia lidera o número de mortes no campo, entre todos os Estados brasileiros. A intenção dele e de seu governo é é conversar, negociar, ampliar a documentação de propriedades e levar paz às regiões mais pesadamente atingidas pela violência. Na teoria, ótimo,. Na prática, faltou combinar com os russos, como dizia Garrincha. Ou seja, falta acertar com a LCP, um grupo fortemente armado, que não reconhece a legitimidade nem de governo, nem de forças policiais e nem do Judiciário. Ou seja, a LCP não quer papo. A menos que todas as suas exigências, algumas absurdas, sejam atendidas. Confúcio pode sonhar em soluções negociadas, mas, na  vida real, a coisa pode não ser assim tão simples...

 

EM BREVE, SOLTO!

Durante dois anos, entre 2014 e 2015, o médico Pedro Augusto Ramos abusou sexualmente de 15 pacientes, durante consultas ginecológicas. Ele nega as acusações, mas as provas, para a Justiça, são contundentes. A tal ponto que ele foi condenado pelo TJ rondoniense a uma pena total de 130 anos de prisão. Pedro Augusto já teria cometido crimes semelhantes em outras regiões do país, onde trabalhou. Ele continuará preso, mas poderá recorrer da dura sentença. O problema são as leis brasileiras. Mesmo condenado a essa pena justíssima, já que os crimes cometidos foram comprovados, ninguém fica preso nesse país mais de 40 anos. E ainda ele terá uma série de benefícios, para acabar solto em alguns anos. Fosse num país, onde bandido é tratado como bandido, apodreceria na cadeia. Mas aqui...

 

PERGUNTINHA

Com o início dos Jogos Olímpicos, teremos alguns dias apenas  de paz e alegria ou teremos que conviver, ao mesmo tempo,  com as más notícias da violência, do desemprego e da nossa economia em queda?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Banner de Divulgação 17

Sérgio Pires 01/08/2016

É O MEDO QUE IMPEDE O BLOQUEIO DE CELULARES NOS PRESÍDIOS!

Agora se começa a entender do porquê de há mais de 25 anos os governos de todos os estados não conseguirem colocar bloqueadores de celular nos presídios. Está claro! Todas as informações são óbvias: não há dificuldade técnica e nem falta e dinheiro. O que há é medo da reação dos presidiários, que de dentro das cadeias,  comandam o crime fora delas e, sem celular, ficariam absolutamente sob controle. No Rio Grande do Norte, o governador Robinson Faria, do PMDB teve a audácia de confrontar os verdadeiros donos da violência e mandou colocar bloqueadores nos presídios Pra que! Em pelo menos 20 cidades, incluindo a Capital, os bandidos, de dentro da cadeia, desencadearam uma reação violentíssima, destruindo e queimando ônibus; atacando prédios públicos, atirando na polícia e cometendo todas as barbáries possíveis, contra a sociedade civil e as pessoas de bem. É essa herança maldita que os amantes dos direitos dos bandidos estão deixando para nosso país. Começou nos governos tucanos e ampliou-se, muito, nas administrações petistas. Como o Congresso não serve para nada, nessa área da (in)segurança que vivemos, pois ignora o sofrimento do povão e assina embaixo da série absurda e criminosa de benefícios aos presos, estamos cada vez mais sob o tacão da violência e do ódio contra quem não é bandido.

De sul a norte, de leste a oeste, a população fica pasma ante a inação das autoridades, que evitam de todas as formas instalar os bloqueadores, que serviriam para isolar os presos e impedir que eles, das celas, mandassem e desmandassem em tudo, implantando o reino da violência, junto com toda a estrutura do crime organizado. Parecendo acovardadas, nossas autoridades se fazem de doentes para passear de ambulância. E deixam, silenciosas, que as leis de proteção ao crime se ampliem, em nome dos direitos humanos de assassinos e celerados irrecuperáveis. Já a sociedade do bem, essa não tem direito humano algum. Lamentável!

 

 

 

SUPERLOTAÇÃO

Se convenção lotada representasse vantagem para a eleição, o prefeito Mauro Nazif estaria com tudo. O encontro do seu partido, o PSB, no domingo, na casa de shows Talismã, foi uma grande demonstração de força. Um enorme público superlotou o local, dando a largada pela batalha da reeleição do atual Prefeito,  num clima de alta astral. No mesmo local e uma semana antes, o PMDB também fez sua convenção no, para lançar Williames Pimentel. A Talismã estava lotada. Mas, no encontro da turma de Nazif, pode-se dizer que havia uma vez e meia o público adversário. Estava superlotada!

 

BARULHO E ANIMAÇÃO

No sábado, foi também barulhenta e com bom público a convenção que lançou Léo Moraes para Prefeito de Porto Velho e o médico Amado Rahhal como vice. Muitos discursos otimistas, muitos nomes conhecidos compondo a nominata de candidatos à Câmara Municipal (23 do PTB e outros 10 do PP, aliado). O mesmo clima e um público também animado se registrou na convenção do PR, que oficializou o nome de Ribamar Araújo como candidato à Prefeitura, O encontro, realizado no Clube Ipiranga, no centro da cidade, no domingo, levou muita gente a aplaudir o agora candidato e seus parceiros que irão disputar a Câmara. Por enquanto, o PR terá como aliado o PSL.

 

OITO NA CORRIDA

Pimentel (do PMDB) e Hildon Chaves (o candidato do PSDB), já foram lançados há uma semana. Na próxima sexta, dia 5, último prazo para a realização de convenções, deverão ser definidos  os outros três candidatos que entrarão na briga., O PT vai confirmar Roberto Sobrinho, duas vezes Prefeito da cidade, como o seu representante na corrida eleitoral de outubro. O PROS virá com Odacir Soares e o PSOL deve vir de Pimenta de Rondônia. Com isso, serão confirmados oito nome para a Prefeitura. Por enquanto, apenas Léo Moraes anunciou seu vice. As negociações políticas continuam até sexta, para fechar as chapas...

 

SOBRINHO VEM AÍ!

Roberto Sobrinho muda sim o quadro sucessório em Porto Velho. Embora agora seu PT esteja por baixo, Sobrinho tem um eleitorado fiel e, mais que isso, se mantiver um discurso de que foi vítima de perseguição e que não praticou nenhum ato de corrupção no seu governo, que convença o eleitorado, pode sim chegar lá. Quando foi preso, numa operação até hoje não completamente esclarecida, Sobrinho ostentava uma aprovação de mais de 70 por cento do eleitorado porto velhense. E isso em fim de um segundo mandato. Ou seja, o ex prefeito vai incomodar muito na hora das urnas. Os adversários que imaginarem que ele está fora do páreo, podem se enganar redondamente. Veremos o que as urnas vão dizer, sobre isso...

 

PLANOS PARA O FUTURO

Nas maiores cidades do Estado, a disputa tende a ser acirrada. Em Ji-Paraná, a situação chegou a tal ponto que, para não correr o risco de ver a oposição chegar ao poder, o grupo dos Gurgacz convenceu o prefeito Jesualdo Pires a concorrer à reeleição. Pesquisas apontavam que, para acabar com os riscos da oposição, que poderia ter nomes como o deputado federal Marcos Rogério e o deputado estadual Laerte Gomes, ambos muito bons de votos (entre outros), só uma busca da reeleição de Jesualdo poderia manter a situação nas mãos do mesmo grupo político. Na convenção do dia 5, pode até haver surpresa. Jesualdo pode sair à reeleição com  o deputado Airton Gurgacz de vice. Ambos de olho num projeto para daqui a dois anos...

 

PERGUNTINHA

A poucos dias do início das Olimpíadas, você acha que os escândalos de superfaturamento e desvios de dinheiro público começarão agora ou só depois que os Jogos terminarem?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Banner de Divulgação 18

Sérgio Pires 30/07/2016

FRASES DOS GRANDES FILÓSOFOS QUE VALEM ATÉ HOJE!

Domingo é dia de leitura. É dia de um pouco mais de cultura. Por isso, nada melhor do que lembrar algumas

das melhores frases dos filósofos de todos os tempos, que podem ser aplicadas até hoje:

 

SÓCRATES:  - O amor é filho de dois deuses, a carência e a astúcia.

- É melhor fazer pouco e bem, do que muito e mal.
- Chamo de preguiçoso o homem que podia estar melhor empregado.
- Quatro características deve ter um juiz: ouvir cortesmente, responder sabiamente, ponderar prudentemente e decidir imparcialmente.

PLATÃO: - De todos os animais selvagens, o homem jovem é o mais difícil de domar.
- O sábio fala porque tem alguma coisa a dizer; o tolo, porque tem que dizer alguma coisa.
- Podemos facilmente perdoar uma criança que tem medo do escuro; a real tragédia da vida é quando os homens têm medo da luz.

- Buscando o bem dos nossos semelhantes, encontramos o nosso.

 

ARISTÓTELES - Gratidão é o sentimento que mais depressa envelhece.
- A grandeza não consiste em receber as honras, mas em merecê-las.
- A natureza não faz nada inútil.
O homem é um pequeno mundo.

René Descartes - Não poderia hoje em dia conceder demais à minha desconfiança, pois agora não se trata de agir, mas somente de meditar e conhecer.
- A única verdade clara e final é a da consciência.
- Não é suficiente ter um espírito bom, o essencial é bem aplicá-lo.
- Aqueles que digerem melhor seus pensamentos a fim de torná-los claros e inteligíveis podem sempre explicar melhor aquilo que propõem, mesmo que falem apenas bretão.

 Voltaire - Que carga pesada é a de um nome que ficou muito famosos.
     - Eu apenas fui arruinado duas vezes - a primeira quando eu perdi uma ação judicial, e a outra quando eu ganhei uma.
      - O segredo de aborrecer é dizer tudo.
-Porque não pude tornar os homens sensatos, preferi ser feliz longe deles.

Schopenhauer - Todas as religiões prometem uma recompensa... pela excelência de propósitos ou do coração, mas nenhuma pela excelência do cérebro ou do discernimento.
- A música é feita com a mesma substância da alma e ambas igualmente expressam a razão por trás da existência.
- O homem só pode ser ele próprio quando está sozinho; se não gosta de solidão, não gosta de liberdade.

 

 

 

 

EMPECILHOS LEGAIS

 

É uma pena! O Arraial Flor do Maracujá deste ano está recebendo um público muito abaixo do esperado. Até pela falta de divulgação. O evento, que já foi transmitido ao vivo para mais de 150 países, agora tem espaços pífios até na imprensa local. É mais uma questão em que a cultura e as iniciativas populares foram prejudicadas por ações do Ministério Público, que colocou tantos empecilhos legais para a transmissão do evento, que as emissoras retiraram toda a cobertura jornalística da maior festa cultural de Rondônia. Pressões do MP, aliás, também acabaram com festas, cavalgadas e gastos publicitários em feiras agropecuárias do Estado, relegando-as a um tamanho muito menor que já foram.  Tem gente que detesta ler esse tipo de comentário, mas, infelizmente, ele é baseado na mais pura verdade.

 

 

ONDE ESTÁ O PÚBLICO?

 

É triste ver tanto esforço, tanta dedicação, tanto tempo de ensaios e preparativos da festa, para receber um público tão pequeno. Esperava-se que, ao menos aos fins de semana, a festa tenha mais gente. Mas a continuar nesse ritmo, a edição desse ano do Flor do Maracujá será uma das mais fracas da sua história. Nem quando foi transferida para a zona leste, as apresentações tiveram tão pouco público. Com a parca cobertura jornalística, sem a presença das TVs, sem qualquer mídia de chamamento da população e realizada fora do centro da Capital, no Parque dos Tanques (para ir lá, o povo precisa de ônibus em horários especiais), o Arraial Flor do Maracujá precisa achar novos caminhos, para atrair as milhares e milhares de pessoas das edições anteriores.

 

 

ALGEMAS E CADEIA

 

Situação da BR 429, em Seringueiras e região, continua tensa. Os fazendeiros liberaram a rodovia, depois de fechá-la por mais de 24 horas, exigindo medidas contra o terror imposto aos proprietários de terras e seus empregados, pela Liga dos Camponeses Pobres (LCP). Gente do Incra e dos órgãos de segurança foram até lá, tentando “negociar” com a LCP, uma saída da fazenda que ela ocupou sob a força das armas. Querem negociar, pelo jeito, também com os bandidos que atiraram contra a PM e contra o helicóptero que acompanhava a ação de uma tentativa de reintegração de posse, determinada pela Justiça. É uma coisa incompreensível tentar negociar com esse tipo de criminoso. A única negociação com a PM deveria ser os bandidos que atiraram contra ela saírem de mãos para o alto; serem algemados e presos; processados e entregues à Justiça. Que outro tipo de negociação pode haver?

 

 

 BRIGA DE CACHORRO GRANDE

 

A Polícia Federal de Rondônia está pedindo, há longo tempo, a reativação de seu canil e a vinda para cá de animais amestrados, para ajudarem no combate ao crime e, principalmente, ao tráfico de drogas. Mesmo com a insistente pressão nesse sentido, o comando nacional da PF sequer responde sobre o assunto. Empurra com a barriga, apenas. Já a Polícia Militar na Capita, via COE, teve mais sorte: ganhou dois cães, especialmente treinados para localizar drogas. A dupla já estreou com sucesso, localizando várias porções de maconha e cocaína numa casa onde havia suspeito de ser base de tráfico.  Os cães (o nome dele é Fuzil e o dela é Índia), em poucos minutos acharam a droga escondida em vários pontos da casa. Bandidos na cadeia e a dupla voltando ao canil, até a próxima missão. E os cães da PF?

 

 

CAMPANHA ESQUENTA

 

Com três nomes já referendados em convenções (Willames Pimentel, Hildon Chaves e neste sábado, Léo Moraes), a corrida pela Prefeitura da Capital começa a esquentar de vez. Aliás, já começou, com duros ataques a Pimentel (por que será?). Nesse domingo, mais dois nomes serão oficializados. No Talismã, convenção do PSB e seus aliados, como o PDT, para lançar Mauro Nazif à reeleição. Também de manhã, no Ipiranga, será a vez do PR e aliados lançarem Ribamar Araújo. Para 5 de agosto, ficaram as convenções para oficializar Roberto Sobrinho (PT), Odacir Soares (PROS) e Pimenta de Rondônia (PSOL). Pesquisas daquelas mais do que suspeitas, andam circulando também na cidade. Cada uma coloca na frente, por coincidência, aquele candidato que a encomendou. Parece brincadeira, mas infelizmente não é...

 

PERGUNTINHA

 

Não está muito certo o ex Presidente Lula, ao dizer que a Polícia Federal e o Ministério Público tem que provar que ele é culpado e não ele, Lula, provar que é inocente das acusações que lhe são impostas?

 

 

 

 

 

 

 

 

Banner de Divulgação 19

Sérgio Pires 30/07/2016

ALGUÉM AINDA LEMBRA QUEM É E ONDE ANDA DONA DILMA ROUSSEFF?

 

Há alguns meses atrás, tínhamos uma Presidente da República. Era a toda poderosa, mandava e desmandava e acabou afastada do cargo por uma denúncia menor (as pedaladas fiscais), mas a verdade é que seu governo estava apodrecendo. Não só pela corrupção absoluta, como também pela inércia, incompetência e distância da realidade nacional. Apegada a um projeto de governo populista e cheio de palavras repetidas (Goebels, o ministro nazista de propaganda, dizia que uma mentira repetida centenas de vezes, virava uma verdade), Dilma Rousseff e seus parceiros foram sumindo do cenário nacional, transformando-se, no caso dela e de muitos outros, em morto vivos políticos, sem um rumo a percorrer. A Dilma Presidente(a)  já está morta e sepultada. A figura humana, a mulher lutadora, a guerrilheira que nunca se entrega, acabou também pisando na sua biografia com os sapatos sujos, porque preferiu morrer abraçada com sua turma de corruptos e esquerdistas (que adoram  uísque importado e muito, muito dinheiro, desde que seja dos outros) do que responder à altura o que exigia a Nação. Ela recebeu um segundo mandato,  legalmente, mas de forma injusta, aproveitando-se da ignorância e da pobreza, para manter no comando do país alguns quadrilheiros que hoje estão atrás das grades ou fazendo delação premiada, para escapar delas.

Dilma anda como alma penada pelos corredores do Palácio, sem ser ouvida; vendo ser transformadas em deboche e piadas suas declarações de que ainda vai voltar ao cargo. Não voltará, nem agora, nem nunca mais. Vai ficar agonizando até setembro, quando se cumprirão os prazos Constitucionais e então será mandada embora. Ela sabe, contudo, que já o foi há muito tempo mandada embora, pela grande maioria do povo brasileiro.  Pobre Dilma! Fim de carreira melancólico, para uma mulher que não estava preparada para o poder e foi colocado nele a fórceps, pelo tresloucado Lula, esse sim, provavelmente o maior culpado por tudo o que o Brasil está passando. Lamentável!

 

 

SOBRINHO CONFIRMADO

Roberto Sobrinho está confirmado como o nome petista à Prefeitura de Porto Velho. Provavelmente concorrerá sub judice, mas vai disputar. Mas não só vai disputar: entrará na briga política com chances reais. É sempre bom lembrar que Sobrinho, antes de ser preso numa operação até agora considerada uma exagero de parte do MP e do Judiciário, tinha, poucas semanas antes de terminar seu segundo mandato, cerca de 70 por cento de aprovação do eleitorado porto velhense. Embora seu partido tenha perdido enorme espaço político, o embate municipal é mais pessoal do que partidário. É bom que os demais concorrentes saibam: Roberto Sobrinho vem aí. E vem com uma história de dois mandatos na Prefeitura para defender, em sua campanha. Que ninguém se engane: ele tem sim, um grande e fiel eleitorado.

 

JUVENTUDE E EXPERIÊNCIA

Neste sábado, o PTB e seus aliados realizam convenção no auditório da Unopar, na Rio de Janeiro. O jovem deputado Léo Moraes será confirmado como candidato da coligação e o PP oferecerá a experiência, com o dr. Amado Rahaal como vice. É uma dupla  forte, que entra com tudo na campanha. Léo vai em busca do eleitorado mais jovem, principalmente aquele que estava decidido em votar em Mariana Carvalho, que está fora, Rahaal tem grande respeito no meio médico e deixou muitos amigos na imprensa. De brincadeira, há gente da imprensa que o chamava de “o plano de saúde dos jornalistas!”. Léo e Amado (será essa a dupla, a menos que aconteça uma mudança de última hora), dão a largada na campanha com bom discurso e cheio de planos para a Capital.

 

DE OLHO NA CONCORRÊNCIA

O domingo é dia de lançamento oficial de Mauro Nazif à reeleição. Ele lidera uma coligação encabeçada pelo PSB, que certamente terá um nome do PDT como vice. Não havia, ao menos até essa sexta, uma indicação segura de quem será o companheiro de chapa de Nazif. Várias conversações políticas estão em andamento, com vários partidos. A convenção de Nazif será na casa de show Talismã. É um desafio, porque lotar aquele espaço enorme não é fácil. Um dos principais adversários de Nazif, o ex secretário Pimentel, conseguiu. A turma do Mauro quer repetir o feito do concorrente.

 

LÍMPIDA E TRANSPARENTE

Também no domingo, será oficializado outro nome entre os “quentes”, que vão para a disputa da Prefeitura. O PR lança Ribamar Araújo, de quem pode ser dizer, no mínimo, que é um político diferente. Nesses tempos de corrupção que se alastra como vírus na vida pública, a história de Ribamar é de uma ficha limpíssima. Numa carreira política que fechou os 25 anos, até hoje não há uma farpa, um fio de cabelo, qualquer envolvimento do nome dele com malidicências, corrupção, desvio de recursos públicos e outros problemas, comuns à classe política. Esse será o discurso básico de Ribamar, que disputa a Prefeitura outra vez: agora, é hora do eleitor optar por quem tem ficha clara e transparente. A partir daí, o candidato vai apresentar seu plano de governo à comunidade.

 

CINCO TÊM CHANCES

As demais convenções, que indicarão outros candidatos – Pimentel e Hildon Chaves já foram oficializados – ficam para o último dia em que permite a legislação eleitoral: sexta-feira, 5 de agosto. O PROS deve lançar Odacir Soares, experiente, bom de discurso, com uma longa história de serviços prestados a Porto Velho e a Rondônia. O PSOL também deve ter candidato próprio e, como sempre, para marcar presença. O nome deve ser mesmo do empresário Pimenta de Rondônia, que só aparece em época de disputa eleitoral. Não tem chance, mas é uma figura carismática, que tem a simpatia de muita gente. Poucos votam nele, mas são poucos os que não gostam do Pimenta e seu jeitão simplório e sincero. Enfim, serão oito os concorrentes. Com chances reais? Ao menos cinco. Em outubro, saberemos quem vai para o segundo turno...

 

PERGUNTINHA

Você é dos pessimistas, que esperam que a Olimpíada passe local, pra gente esquecer a vergonha que passaremos ou otimista, que pensa que vamos fazer sucesso perante o mundo?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Banner de Divulgação 20

Banners Direita

Divulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  ParceirosDivulgação de  Parceiros